Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

SAÚDE

Jovem suspeita de gravidez, mas descobre dois tipos de câncer diferentes

Publicado em: 27/09/2021 21:45 | Atualizado em: 27/09/2021 21:57

Mia Mackin usa o Youtube e o Instagram para conscientizar outros jovens sobre o acompanhamento da saúde e compartilhar experiências (Foto: Mia Mackin/Instagram/Reprodução)
Mia Mackin usa o Youtube e o Instagram para conscientizar outros jovens sobre o acompanhamento da saúde e compartilhar experiências (Foto: Mia Mackin/Instagram/Reprodução)
Um exame de rotina no trabalho levou Mia Mackin, então com 23 anos de idade, a achar que estava grávida. Era outubro de 2019 e ela saiu do escritório e foi até um hospital para pedir um exame de sangue simples. Depois de conversar com os médicos, porém, a surpresa.

Mia estava com um tipo raro de câncer no sangue: um linfoma de Hodgkin em estágio 2. A doença estava em grau avançado e já tinha formado uma grande massa no tórax da jovem, ao redor do coração e dos pulmões. Dois meses depois, em dezembro, ela descobriria também um câncer na tireoide.

Criada em uma família de testemunhas de Jeová, ela precisou abandonar a religião para começar o tratamento. Isso porque a orientação que recebeu foi de não se submeter às sessões de quimioterapia, pois elas levariam à necessidade de receber transfusões de sangue.

Sozinha, ela enfrentou os tratamentos, descobriu outros dois tumores e recomeçou a vida ainda durante o período de pandemia. Agora com 25 anos de idade, Mia Mackin se tornou uma celebridade na internet ao compartilhar sua jornada nas redes sociais e vem dando entrevistas à imprensa da Irlanda sobre a própria história e a importância do cuidado com a saúde.

A primeira surpresa
“Em outubro fui ao hospital por impulso, depois que um exame de saúde do trabalho mostrou que meu ritmo cardíaco em repouso era muito mais alto do que o normal. Sendo honesta, eu tinha 95% de certeza de que estava grávida. O exame de saúde no trabalho foi a gota d'água”, disse em entrevista ao The Irish Sun.

Na conversa ela lembrou como foi receber esse primeiro diagnóstico. “Após 12 horas no pronto-socorro, médicos perplexos e muitas lágrimas depois - eles concordaram em me mandar fazer uma radiografia do tórax e dentro de 20 minutos, meus resultados estavam de volta. Mostrou uma grande sombra ao redor do meu coração”, lembrou.

Em algumas semanas, o segundo diagnóstico chegou e Mia teve que fazer escolhas difíceis para uma jovem da sua idade. “Tomei a decisão de deixar a religião porque simplesmente não era para mim e não queria colocar minha vida em risco. Eu tinha um contato muito limitado com minha família e, na verdade, todos os amigos que eu tinha não tenho mais contato”, contou em julho ao Belfast Telegraph.


Redescoberta
O isolamento por priorizar a saúde ao contrário do que prega a sua antiga religião fez com que a irlandesa precisasse procurar um novo caminho para si em meio ao turbilhão de acontecimentos do início do tratamento para câncer. “No meio da quimioterapia, eu era uma folha em branco e tinha acabado de ser excomungada de uma religião. Minha família se tornou a mídia social porque eu não tinha mais ninguém com quem conversar ou espairecer”, relatou.

Parte do apoio que recebeu para continuar na luta pela própria vida veio de duas instituições filantrópicas: Young Lives vs Cancer e Cancer Fund for Children. Em agradecimento, ela participa de eventos de arrecadação de fundos e divulga as organizações nas redes sociais. Só no ano passado, conseguiu arrecadar mais de 1,5 mil libras em um site de financiamento coletivo para ajudar outras pessoas em situação semelhante.


Gratidão
“Ter esse apoio ao alcance, especialmente quando eu não tinha o apoio familiar de antes, foi incrível”, agradeceu. Após passar por ciclos de quimio e radioterapia, no início de setembro, ela fez uma cirurgia para retirar o quarto tumor, que foi encontrado no pescoço. Em uma postagem recente, ela agradeceu o apoio, carinho e preocupação dos seguidores no Instagram. Leia a tradução abaixo:

Apenas uma pequena mensagem para que vocês saibam como sou imensamente grata por todo amor e apoio de vocês! Minha cirurgia correu muito bem e meu cirurgião está muito feliz com tudo.

Estou tão pronta para dizer adeus aos hospitais... Dito isto, não consigo nem mesmo expressar o quanto minha equipe médica é incrível. Cada enfermeira e cada médico é, literalmente, um anjo.

Vocês são os melhores! Muito obrigado por todas as mensagens de amor e apoio!
TAGS: saúde | gravidez | câncer |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Baixas na equipe de Guedes
Trump anuncia planos para lançar nova rede social
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Grupo Diario de Pernambuco