Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

VISTORIA

Fiscalização constata superlotação e falta de médicos no Hospital Psiquiátrico do Recife

Publicado em: 28/09/2021 09:27

O Hospital Ulysses Pernambucano (HUP) é um patrimônio vivo e histórico da psiquiatria de Pernambuco e é de gestão estadual desde 1924. (SES-PE/Divulgação)
O Hospital Ulysses Pernambucano (HUP) é um patrimônio vivo e histórico da psiquiatria de Pernambuco e é de gestão estadual desde 1924. (SES-PE/Divulgação)
Uma vistoria realizada no Hospital Psiquiátrico Ulysses Pernambucano (HUP), no bairro da Tamarineira, Zona Norte do Recife, constatou a superlotação da emergência da unidade, desfalques na escala médica e a dificuldade em referenciar pacientes para outros municípios. De acordo com o Conselho Regional de Medicina (Cremepe), responsável pela fiscalização, o maior problema do serviço está na falta de médicos para as escalas. A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), que gerencia a instituição, informou, por meio de nota, que tem mobilizado esforços para encaminhar profissionais aprovados em concursos e seleções médicas da pasta para reforçar o quadro de funcionários da unidade.

“É sério o problema de recursos humanos no Hospital. Os plantões estão sendo cumpridos com plantões extras, que têm um valor muito baixo. Portanto, a reivindicação da unidade é que a Secretaria de Saúde mande psiquiatras do último concurso, que ainda está em vigor”, pontuou o 1º secretário do Cremepe, André Dubeux, durante a vistoria realizada na última quarta-feira (22).

De acordo com a SES-PE, foram encaminhados nos últimos dois anos, 84 profissionais aprovados em seleção pública, sendo 38 profissionais de saúde não médicos e 46 médicos psiquiatras. Do último concurso público da Saúde, de 2018, foram nomeados cinco profissionais para o HUP, sendo três psiquiatras, um clínico geral e um assistente administrativo.

A fiscalização do Cremepe, que foi motivada a pedido da própria presidência da autarquia, constatou que a unidade possui 115 leitos (40 femininos, 60 masculinos e 15 reservados para isolamento respiratório) e atende, em média, 40 pacientes em um plantão de 12 horas. Segundo o Conselho, a principal solicitação da gestão da unidade é pelo chamamento do último concurso realizado.

Apesar da situação de alta demanda na única emergência psiquiátrica do Estado, a direção do hospital reforçou que: “garante atendimento e assistência a todos os usuários que são admitidos na unidade”.

Em nota, a Secretaria destacou que: “este fluxo é agravado, sobretudo, pela demanda durante a pandemia da Covid-19 e também a inexistência ou funcionamento parcial de serviços municipais voltados para atendimento psiquiátrico. Os municípios precisam organizar e ampliar a sua Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) para garantir o referenciamento do usuário para tratamento, após atendimento de emergência no HUP, em seu território de residência”, diz o texto.

A vistoria do Cremepe gerou um relatório de fiscalização, que será encaminhado para apreciação da presidência da unidade para as devidas providências.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Manhã na Clube: entrevistas com Sileno Guedes e com a nutricionista Joyce Alencastro
CPI da Pandemia chega ao final com homenagens às vítimas da Covid
Grupo Diario de Pernambuco