Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

MÚSICA

'Estou dando vazão ao meu lado mais pop', diz pernambucana UANA, que lança novo single

Publicado em: 08/04/2021 14:47 | Atualizado em: 08/04/2021 14:50

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

A cantora, compositora e atriz pernambucana UANA lançou, nesta quinta-feira (8), o single Mapa Astral, que marca o início de uma fase musical mais pop da artista. Com composição autoral e produção dos músicos Barro, Marley no Beat e TomBC, a canção bebe de referências do pop norte-americano, além de trap, R&B e hip hop brasileiro e internacional. A faixa chegou ao público acompanhada por um clipe provocante, dirigido por Luis Christofoletti.

Uana Mahin começou a carreira artística em 2011 como atriz, percussionista e backing vocal. Já cantou com nomes como Maciel Salú e Adiel Luna, e também fez parte do Afoxé Oyá Tokolê Owó, do Ilê Asè Agajú Okoloyá, o Terreiro de Mãe Amara. Com o grupo Sagaranna ela participou de turnês na Europa e em 2016 escolheu apostar numa carreira solo. Em 2017, ela começou a trabalhar em Pantera (2019), primeiro álbum da carreira.

Durante essa década de trabalho intenso, Uana já cantou no Carnaval e São João do Recife por três vezes, além de ter feito um intercâmbio em Lisboa através do Ministério da Cultura. Com Pantera, ela participou do 29º Festival de Inverno de Garanhuns, o No Ar Coquetel Molotov 2019 e Porto Musical em 2020. Durante a pandemia, a cantora participou de eventos como Babylon Fica em Casa e o festival Arte como Respiro do Itaú Musical, todos no formato de lives.


Entrevista - Uana, cantora

Pode contar um pouco sobre o seu novo lançamento e o que podemos aguardar dessa nova Uana?
Esse lançamento marca uma virada na minha carreira e por isso é bem especial. Me sinto mais livre para trazer à tona referências que em outros momentos e projetos não sabia muito bem como colocar. Também estou dando vazão ao meu lado mais pop, trabalhando com parceiros que estão na mesma frequência, ligados em tudo que está acontecendo e que somam de maneiras diferentes, o que é incrível. Acho que o que se pode esperar agora é essa liberdade de dialogar com outros gêneros da música, dando essa roupagem pop e isso também vai chegar no performance, seja ela nesse formato online ou quando a gente puder retornar aos palcos. 

Como foi esse encontro com Barro e os outros dois produtores, Marley no Beat e TomBC?
Eu já conhecia Barro de uma outra produção que ele encabeçou e eu pude participar, mantivemos contato e no fim do ano passado encontrei com ele e conversamos sobre o que eu tava produzindo. Eu já tinha uma guia de Mapa Astral e enviei pra ele ouvir, ele se interessou, disse que estava trabalhando com Marley no Beat e Tom BC, que seria massa eles estarem no processo também pra agregar à musicalidade que eu tava buscando. Achei incrível e em pouco tempo começamos a trabalhar juntos.

Pode contar as referências para Mapa Astral?
As referências pra Mapa Astral vem muito do r'n'b, neo-soul e também do trap. Tem uma referência às divas Erykah Badu e Jill Scott, que são as que mais ouço, mas também a nomes mais contemporâneos como IAMDDB, Ari Lennox, e nacionais como Flora Matos. 

Como está sendo a experiência de lançar música, clipe, criar no meio da pandemia?
Tem sido desafiador porque estamos num momento muito difícil e se cuidar é o mais importante agora, até para que possamos continuar produzindo. Ao mesmo tempo a gente vê o quanto a pandemia escancarou a necessidade da arte e por isso sinto que nós, artistas, produtores, gestores, não podemos parar. A saída tem sido pensar em produções menores, com poucas pessoas envolvidas, com soluções mais criativas e econômicas. 

Pode contar os próximos lançamentos e o que podemos esperar?
Estou planejando lançar mais alguns singles nesse primeiro semestre. Já estamos até produzindo o próximo que deve sair em junho. Em breve também devo reunir outras faixas num EP, também produzido por Barro, Marley no Beat e Tom BC, que marca esse meu novo momento. Seguindo um pouco a linha de Mapa Astral, vai vir mais R&B, mas com referências a outros ritmos do Brasil e de Recife, claro. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Posse e compra de armas de fogo geram polêmica entre autoridades e população
Liberdade de imprensa piora no Brasil de Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/04
Metade da população adulta nos EUA já tomou ao menos uma dose de vacina contra Covid
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco