Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

CARIBE

Erupção vulcânica deixa a ilha de San Vicente coberta de cinzas

Por: AFP

Publicado em: 10/04/2021 16:18

 (Foto: AFP)
Foto: AFP

A fumaça cobriu grande parte da ilha caribenha de San Vicente neste sábado (10) e o cheiro de enxofre impregnou a atmosfera depois de uma série de erupções de um vulcão que estava inativo há décadas.

O material expelido após várias explosões fortes do vulcão La Soufriere, que começaram na sexta-feira e continuaram na madrugada deste sábado, cobriu estradas, casas e prédios.

"Neste sábado pela manhã, a ilha de mais de 110.000 habitantes parecia um paraíso invernal, apesar de coberta de cinzas", escreveu o portal de notícias news784.com. 

A visibilidade em algumas áreas era extremamente limitada, enquanto na capital Kingstown, no extremo oposto da ilha, a fumaça causou uma fina neblina, segundo o portal.

"Os sanvicentinos acordaram com uma chuva de cinzas extremamente pesada e um cheiro forte de enxofre que agora avançaram para a capital", tuitou a agência local de emergências.

A atividade vulcânica fez com que milhares de pessoas fugissem em busca de lugares mais seguros. Cerca de 16.000 pessoas vivem em áreas que estão sob ordens de evacuação. 

O primeiro-ministro Ralph Gonsalves informou neste sábado que não há fornecimento de água em grande parte da ilha e que o espaço aéreo do país está fechado devido à fumaça. Cerca de 3.000 pessoas passaram a noite em abrigos.

"É uma grande operação que estamos enfrentando", disse Gonsalves à NBC News.

Ele também disse que seu governo esteve em contato com outros países que ofereceram ajuda. Guiana e Venezuela estão enviando navios com insumos, detalhou.

A erupção inicial de La Soufriere, o vulcão mais alto de San Vicente e das Granadinas, expeliu cinzas quentes e fumaça para cerca de 6.000 metros de altura na manhã de sexta-feira.

Uma segunda erupção menor aconteceu ontem à tarde, gerando uma nuvem de cinzas de cerca de 4.000 metros de altura, segundo o centro de pesquisas sísmicas da Universidade das Índias Ocidentais.

La Soufriere, de 1.235 metros de altura, não entrava em erupção desde 1979, e sua maior erupção ocorreu há mais de um século, em 1902, quando mais de mil pessoas morreram.

Na sexta-feira à tarde todas as pessoas que habitam a área vermelha de risco foram levadas para áreas mais seguras, informou a agência de gestão de desastres.

As empresas Royal Caribbean International e Celebrity Cruises informaram em um comunicado que estão enviando dois navios para ajudar nas tarefas de evacuação.  

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
ONU pede  investigação independente sobre chacina no Rio
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 07/05
Teich vincula renúncia à pressão de Bolsonaro para usar cloroquina
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 06/05
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco