Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

Pandemia

Vacina contra a Covid chega a Pernambuco; técnica em enfermagem será primeira imunizada

Publicado em: 18/01/2021 19:47 | Atualizado em: 19/01/2021 01:59

Aeronave aterrissou por volta das 19h30. Foto: Paulo Paiva/DP (Foto: Paulo Paiva/DP)
Aeronave aterrissou por volta das 19h30. Foto: Paulo Paiva/DP (Foto: Paulo Paiva/DP)
O avião que trouxe as primeiras doses da Coronavac a serem aplicadas em Pernambuco e outros estados do Nordeste aterrissou no Aeroporto Internacional do Recife por volta das 19h30 desta segunda-feira (18). As vacinas foram trazidas por um voo de passageiros da Latam, acondicionadas em compartimentos climatizados no bagageiros. Os imunizantes destinados a Pernambuco - 270 mil doses nesta primeira remessa - seguem do terminal aéreo para uma central de distribuição na Zona Norte do Recife, para então seram levados aos municípios. Algumas doses vão para a Faculdade de Ciências Médicas do Hospital Oswaldo Cruz, em Santo Amaro, onde a técnica de enfermagem Perpétua do Socorro Barbosa, de 52 anos, será a primeira pernabucana imunizada contra o novo coronavírus, ainda nesta segunda. Ela trabalha na UTI do Hospital Universitário Oswaldo Crus e é profissoal de saúde há 30 anos.

Nesta segunda-feira, o secretário estadual de Saúde, André Longo, pactuou com os gestores municipais, durante reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), as populações prioritárias para o primeiro momento da vacinação contra a Covid-19 em Pernambuco. Ao todo, 135 pessoas participaram da reunião, entre secretários municipais, representantes da sociedade civil, de órgãos de controle, do Ministério da Saúde, conselhos de saúde e técnicos das mais diversas áreas da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

Com o envio de 270 mil unidades do imunizante da Coronavac/Butantan pelo Ministério da Saúde (MS), já contemplando a primeira e a segunda doses (135 mil para cada etapa), ficou acordado que serão beneficiados, inicialmente, trabalhadores de saúde atuantes em UTIs e enfermarias de atendimento à Covid-19, além dos vacinadores, idosos em instituições de longa permanência, pessoas com deficiência institucionalizadas e indígenas aldeados. Para marcar o início da vacinação, haverá evento simbólico já nesta noite para imunizar os profissionais do plantão noturno do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Recife.

As doses da vacina serão encaminhadas de forma equânime a todos os municípios pernambucanos, que irão retirar seus quantitativo nas 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) já a partir da terça (19/01). Com as doses enviadas, serão vacinados 34% dos trabalhadores de saúde pernambucanos (mais de 99 mil) e 100% dos demais públicos: 26,5 mil indígenas, 2,5 mil idosos institucionalizados e 130 pessoas com deficiência institucionalizados. De acordo com orientação do MS, a segunda dose deve ser aplicada em um período entre duas e quatro semanas após a primeira. O Estado ainda tem orientado que, neste momento, a vacinação ocorra nos serviços de saúde, nas instituições e aldeias, ou seja, indo até o público prioritário.

"Neste primeiro momento, de acordo com o quantitativo que vamos receber, nossa prioridade será imunizar os trabalhadores de saúde que estão atendendo pacientes da Covid-19 nas nossas enfermarias e leitos de UTI. Havendo doses, devem ser atendidos os serviços de urgência, atenção primária e agentes comunitários de saúde, respeitando a gradação de acordo com o perfil que cada município tem de sua rede de atenção à Covid-19", ressaltou o secretário estadual de Saúde, André Longo.
Perpétua do Socorro será a primeira a receber a dose. Foto: Arnaldo Sete/DP (Foto: Arnaldo Sete/DP)
Perpétua do Socorro será a primeira a receber a dose. Foto: Arnaldo Sete/DP (Foto: Arnaldo Sete/DP)

A superintendente de Imunizações da SES-PE, Ana Catarina de Melo, informou que, para se vacinar, a população deve estar munida do CPF ou cartão SUS. "É importante que todos os municípios façam a alimentação diária e permanente do sistema de informação para que possamos acompanhar as ações da campanha e público vacinado", destacou Ana Catarina.

O secretário informou que, além das vacinas, os municípios também irão receber um cartão vacinal produzido pelo Governo de Pernambuco para registro das doses. "No cartão, estarão os dados gerais do paciente, o tipo de vacina que foi aplicada e o lembrete para que seja feita a segunda dose. É importante que, além do controle que vamos ter no sistema de informação, o usuário tenha o cartão para voltar e comprovar que fez a vacina", frisou Longo.

A Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) lembra que já foram encaminhadas, na última terça-feira (12/01), 1,5 milhão de seringas para todos os municípios pernambucanos iniciarem a campanha e que há mais 2,5 milhões em estoque, além da previsão de receber ainda em janeiro outras 2,8 milhões e da aquisição de mais 7,5 milhões, totalizando 14,2 milhões de unidades.


Recife
“O Recife fez o dever casa e está pronto para começar a vacinar hoje”. Com essas palavras, que trazem esperança na virada contra o coronavírus, o prefeito João Campos lançou, em cerimônia transmitida pela internet, o Plano Recife Vacina, com as ações de infraestrutura, logística e segurança necessárias para a vacinação da covid-19. Com a chegada prevista de 67 mil doses para a cidade, hoje, o suficiente para vacinar 33,5 mil pessoas, a Prefeitura do Recife iniciará a vacinação pelos profissionais de saúde da linha de frente da covid-19, além de idosos que residem em Instituições de Longa Permanência e os trabalhadores destas instituições.

“Neste primeiro momento, serão vacinadas as pessoas que trabalham com a saúde e estão na linha de frente de combate a pandemia e os idosos que estão nas instituições de longa permanência e pessoas com deficiências severas que também estão em instituições específicas. Após esse momento, a gente aguarda que o Ministério mande mais vacinas, para que o segundo módulo do Recife seja ativado com nove centros de vacinação, 65 salas, três drive-thrus em pontos diferentes da cidade para que a gente possa vacinar o quanto antes toda a nossa população. No Recife, ninguém vai furar fila, não vai haver privilégio, vamos seguir as recomendações dos grupos prioritários com cadastro 100% digital através do Conecta Recife, quem não puder fazer esse cadastro de maneira digital, haverá pontos em toda a cidade para cadastro nas instituições, farão o cadastramento e vão garantir que todos e todas terão acesso a vacinação”, disse o prefeito.

A secretária de Saúde do Recife Luciana Albuquerque participou do lançamento e detalhou o processo de imunização no Recife. “Nós recebemos as vacinas Coronavac, 67 mil doses, que já são as duas doses da vacina, então imunizaremos 33,5 mil pessoas. A segunda dose será realizada a partir dos 14 dias da administração da primeira dose. Iniciaremos a primeira etapa, o módulo 1, com treze equipes volantes, pelas características de quem vai ser vacinado, para que as pessoas não precisem sair do local onde trabalham ou onde vivem”, disse.

Com a chegada de mais doses e a possibilidade de ampliar o público, para a 1ª fase do Governo Federal, aberto para os idosos acima de 75 anos, a Prefeitura do Recife passará a dispor de 65 salas de vacinação em nove pontos espalhados pela cidade. Os pontos de vacinação estarão localizados no Compaz Dom Helder Câmara, Coque; Escola Mário Melo, no bairro de Campo Grande; Escola Nilo Pereira, em Casa Amarela; Compaz Miguel Arraes, na Caxangá; Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro; Escola Miguel Arraes de Alencar, na Estância; Ginásio Geraldão, na Imbiribeira; Escola Nadir Colaço, na Macaxeira; e UPA-E Fernando Figueira, no Ibura. Os pontos do drive-thru serão no Parque da Macaxeira, Geraldão e Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Com o aumento das doses enviadas pelo Ministério da Saúde, o Plano tem a capacidade de estender a quantidade de salas para mais de 200 em um total de 26 pontos. Esse formato permite a manutenção do funcionamento da Saúde Básica, com as 114 Unidades de Saúde da Família servindo de retaguarda para a vacinação.

A Prefeitura do Recife já dispõe de toda a estrutura disponível para a vacinação de toda a população prevista para a primeira fase, estimada em 165 mil pessoas. Tanto nos insumos, como as seringas, como na capacidade de armazenamento e refrigeração.

“É importante desde o princípio a gente destacar que desde o primeiro dia do mandato, o prefeito João Campos colocou para a gente essa prioridade, que a gente tinha que superar essa etapa, e aí com o governo e todas as secretarias e toda a Prefeitura mobilizada, a gente iniciou o processo de coleta de opiniões, de ideias, de recursos. Até que, a medida que as determinações do Ministério da Saúde foram avançando, num processo de intensificação, a gente abriu a Sala de Situação cujo principal objetivo é exatamente facilitar a comunicação e agilidade entre todas as equipes. Desde o princípio, a gente focou em prover soluções adequadas para todos os seguimentos da população”

A vacina será aplicada via agendamento prévio, com a confirmação do enquadramento nos critérios para a vacinação. O agendamento estará disponível em formato digital e também em pontos físicos que serão divulgados ainda está semana. Para realizar o cadastramento, será necessários documento com foto e comprovante de residência, uma vez que a vacina disponibilizada pelo Recife Vacina está disponível para os moradores da cidade. A Prefeitura do Recife montou um esquema de segurança para o armazenamento, transporte e centros de vacinação, que envolverá a presença de cerca de 70 agentes de segurança, da Guarda Municipal, CTTU e Polícia Militar.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Combate à obesidade ganha ainda mais importância no contexto da pandemia
Resumo da semana: explosão de casos de Covid-19 e desdém do presidente
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 05/03
Na pior fase da pandemia, cidades fazem panelaço contra Bolsonaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco