Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

ONG

'O que limita esses meninos é a própria sociedade', diz assistente social de ONG

Por: Aline Melo

Publicado em: 26/01/2021 22:10 | Atualizado em: 03/02/2021 13:51

 (Foto: Divulgação/O Pequeno Nazareno )
Foto: Divulgação/O Pequeno Nazareno
Restaurar e criar vínculos. É com esse lema que há duas décadas existe O Pequeno Nazareno. O instituto atua nas cidades do Recife, Fortaleza e Manaus acolhendo e dando apoio a crianças e adolescentes em situação de rua.  O lugar conta com ajuda de doações, investimento privado e edital para arrecadar recursos.

Com sede em Itamaracá, o espaço de acolhimento do instituto tem capacidade para cuidar de 20 meninos com idade entre 7 e 15 anos. Atualmente, 12 garotos estão morando no local, com acompanhamento da família no processo. Isso porque, além da integração com os jovens, o Pequeno Nazareno também acompanha os familiares para auxiliar a restaurar vínculos. 

A assistente social Janusy Alencar, que trabalha há quartoze anos no Pequeno Nazareno, começou a participar das atividades quando ainda era estagiária. Ela relembra emocionada a trajetória até agora. 

“Os meninos e as famílias nos permitem ajudá-los nesse processo de rompimento com a miséria absoluta. Um dos nossos jovens acolhidos foi adotado e hoje é militar. O que limita esses meninos é a própria sociedade”, conta Janusy.

Apesar de vez ou outra ter pendências financeiras, o espaço é uma grande rede de apoio emocional aos jovens. O lugar conta com uma equipe de assistente sociais, educadores, psicólogos e vários profissionais comprometidos, o instituto possui quatro principais eixos de atuação: 

  • Aproximação na rua: eles estabelecem uma conexão com as crianças e adolescentes por meio de ações, atividades e brincadeiras; 
  • Mobilização social: O Pequeno Nazareno atua também na construção de políticas públicas em prol das pessoas em situação de rua;
  • Inserção Profissional: o instituto tem permissão para profissionalizar os jovens por meio do programa jovem aprendiz;  
  • Acolhimento: os meninos têm a possibilidade de escolher o acolhimento pelo espaço do instituto, podendo ao final decidir se volta para a família ou escolhe a adoção.

Para o educador Severino Santos, que faz parte da equipe, o instituto realiza um trabalho que transforma não só a vida dos acolhidos, como também a sociedade: “Hoje eu recebo em minha casa jovens que passaram pelo Pequeno Nazareno e voltaram para agradecer o instituto. São crianças que são invisíveis na sociedade, ninguém enxerga”, afirma Severino.

Como doar
O Pequeno Nazareno disponibiliza meios para quem quiser doar para o instituto, além de mais informações no site:

Doação no local: 
Razão Social: Associação Beneficente O Pequeno Nazareno
CNPJ: 00.371.537/0002-49
Endereço: Escritório: Rua da Aurora, 325, apto 915. Boa Vista - Recife/PE CEP:50.050-000
Casa de Acolhida: Engenho Amparo, S/N, Vila Velha - Ilha de Itamaracá/PE CEP: 53.900-000

Dados bancários:
Banco do Brasil
Agência: 0697-1
Conta Corrente: 46.592-5

Caixa econômica federal
Agência: 45
Conta Corrente PJ: 4017-7
Código: 003

Chave pix: (81) 9.9719-7112
TAGS: ong | recife |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Covid longa preocupa OMS e desperta desafios
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 25/02
Bolsonaro diz não ter briga com a Petrobras
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 24/02
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco