Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

OPERAÇÃO

Homem suspeito de estuprar a própria enteada é detido no Litoral Sul de Pernambuco

Publicado em: 21/01/2021 09:46 | Atualizado em: 21/01/2021 11:02

 (Divulgação/PF)
Divulgação/PF
Um homem suspeito de praticar estupro de vulnerável foi preso de forma preventiva, na manhã desta quinta-feira (21), após deflagração da operação Infância Resgatada, conduzida pela Polícia Federal, que visa combater crimes contra a prática de atos libidinosos e produção de material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes, bem como a troca e armazenamento de material de pornografia infantil. A vítima, de acordo com a polícia, teria sido a própria enteada.

Um mandado de prisão preventiva e dois mandados de busca apreensão foram cumpridos em Muro Alto e Gaibu, Litoral Sul do estado, deferidos pela 36ª Vara da Justiça Federal nos endereços residencial e profissional do suspeito. O objetivo foi apreender computadores, notebooks, celulares e outras mídias com potencial de armazenamento de imagens e vídeos contendo pornografia infantil.

As investigações tiveram início em 2020 através de informações repassadas pelo NCMEC (National Center for Missing and Exploited Children), organização estadunidense, não governamental, que centraliza o recebimento de denúncias sobre crimes relacionados a abuso sexual infantil e desaparecimento de crianças, bem como do FBI - nos Estados Unidos, por exemplo, as empresas prestadoras de serviços de internet são obrigadas a relatarem casos de suspeita de exploração sexual infantil que trafeguem em suas redes. Segundo a polícia, foram registradas 32 ocorrências envolvendo essas condutas através de diversos aparelhos celulares do suspeito.

"As investigações se iniciaram através do Núcleo de Repressão aos Crimes de Ódio e Pornografia Infantil pela Internet (NURCOP), situado em Brasília onde foi produzido um minucioso Relatório, a partir das informações recebidas pelo NCMEC. Durante o trabalho investigativo foram identificadas ao menos uma menor que teria sido vítima de abuso sexual, havendo indícios de que a vítima seria sua própria enteada, tendo em vista o teor dos comentários publicados na rede social Facebook e vasto registro fotográfico", explicou a PF.

Além de estupro de vulnerável, o homem vai responder pelos crimes de prática de produção, compartilhamento e armazenamento de conteúdo pornográfico infantil, que juntos podem culminar em pena que varia de quatro a 16 anos de reclusão. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Secretários estaduais de Saúde pedem mais rigor nas medidas de restrição contra Covid-19
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 02/03
Com 93% de taxa de ocupação de UTIs, Pernambuco decreta mais restrições
De 1 a 5: saiba qual é seu perfil profissional e como tirar o máximo proveito dele
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco