Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

INGLATERRA

Gêmeas inglesas têm rara síndrome que torna o cabelo impenteável

Publicado em: 27/01/2021 20:34

 (Foto: Reprodução/Twitter)
Foto: Reprodução/Twitter

As gêmeas inglesas Agnetha e Anja Norendal, de 9 anos, sofrem de uma condição rara que, segundo os registros, aflige, atualmente, cerca de 100 crianças em todo mundo: a síndrome do cabelo impenteável. A doença faz com que os cabelos loiros das irmãs pareçam eletrizados e sejam impossíveis de pentear.

 

A mãe das meninas, Angela, de 52 anos, que mora com a Agnetha e Anjal em Cockermouth, na Inglaterra, acredita que elas são as únicas gêmeas no mundo com a síndrome. "Estou realmente ansiosa para descobrir se há outros gêmeos por aí como elas", disse ao tabloide The Sun.

 

"Já buscamos na internet e em grupo de pais, mas não encontramos. As pessoas na nossa cidade estão acostumadas com elas, mas se formos para outro lugar, a quantidade de gente que para para olhar é inacreditável. Eles pedem fotos e perguntam se podem tocar no cabelo das meninas. Quando eram menores, elas não se importavam com a atenção, mas agora não gostam tanto", observou.

 

Logo quando os primeiros fios de cabelo das meninas cresceram, Angela percebeu que havia algo diferente. A filha mais velha, Yanikka, tem o cabelo liso, muito diferente do das irmãs que tem a textura áspera. Ao levar as pequenas em uma consulta ao pediatra e comentar o estranhamento com os fios das gêmeas, a médica logo diagnosticou a síndrome do cabelo impenteável.

 

"Quase não usamos shampoo, pois o produto piora o frizz. Em contrapartida, gastamos um pote de condicionador por semana com os cabelos delas", contou a mãe. "Apesar disso, não diria que a síndrome teve um impacto enorme na vida das meninas. Elas nunca ouviram comentários negativos e os colegas de escola lidam bem com o assunto. As gêmeas amam seus cabelos e não mudariam por nada no mundo. Por causa deles, elas sempre se destacam na multidão e gostam do fato de as duas terem o mesmo tipo de cabelo", relatou.

A síndrome do cabelo impenteável é causada por uma mutação genética e caracterizada por cabelos secos e crespos. Normalmente, as crianças afetadas possuem cabelos louros e o diagnóstico costuma ser feito até os 12 anos de idade.

 

As anomalias ocorrem no folículo capilar, que faz com que os fios cresçam em ângulos fora do comum. Por razões ainda desconhecidas, essa condição geralmente melhora com o tempo e, na adolescência, muitos indivíduos com a síndrome apresentam cabelos lisos. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Combate à obesidade ganha ainda mais importância no contexto da pandemia
Resumo da semana: explosão de casos de Covid-19 e desdém do presidente
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 05/03
Na pior fase da pandemia, cidades fazem panelaço contra Bolsonaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco