Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

RECEITA FEDERAL

Exportações em Pernambuco têm crescimento em 2020

Publicado em: 22/01/2021 19:00 | Atualizado em: 22/01/2021 18:54

Em Suape, houve uma movimentação de 4,1 milhões de toneladas de produtos destinados à exportação. (Foto: Rafael Medeiros/Divulgação)
Em Suape, houve uma movimentação de 4,1 milhões de toneladas de produtos destinados à exportação. (Foto: Rafael Medeiros/Divulgação)
Apesar da pandemia da Covid-19, as exportações em Pernambuco registraram crescimento em 2020. Nos portos de Suape e do Recife, o aumento foi de 58% e 22%, respectivamente, em comparação com o ano anterior, de acordo com a Receita Federal.

Em Suape, houve uma movimentação de 4,1 milhões de toneladas de produtos destinados à exportação. Já no Recife, o montante de carga exportada atingiu 253 mil toneladas. Entre os produtos de maior exportação, estão açúcar e combustíveis, que tiveram como destino países como Estados Unidos, Portugal e Cingapura.

Por outro lado, o setor aéreo não acompanhou o bom desempenho. “Por causa da pandemia, tivemos uma redução no número de voos, principalmente internacionais, então isso impactou profundamente as exportações pelo aeroporto”, afirmou o auditor-fiscal Carlos Eduardo da Costa Oliveira, delegado da Alfândega do Recife, para justificar a redução em 58% das exportações no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes.

A pandemia também afetou negativamente as importações no estado. A maior queda aconteceu também no Aeroporto do Recife, que recuou de 3 mil toneladas, em 2019, para 2,2 mil toneladas no ano passado. Depois, aparecem os portos de Suape (redução de 20%) e do Recife (menos 4%), que registraram 5 milhões e 962 mil toneladas, respectivamente, de produtos importados.

Produtos químicos, combustíveis e veículos foram os gêneros mais importados de países como Argentina, México e Estados Unidos. Também ganhou relevância a importação de produtos e equipamentos médico-hospitalares, no Aeroporto do Recife, totalizando 1,6 milhão de toneladas, com destaque para 96 milhões de máscaras de proteção.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Covid longa preocupa OMS e desperta desafios
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 25/02
Bolsonaro diz não ter briga com a Petrobras
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 24/02
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco