Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

MÚSICA

Brega Inn Funk, produtora que quer iniciar um novo capítulo para o ritmo em PE

Publicado em: 16/01/2021 08:35 | Atualizado em: 20/01/2021 17:13

Diego Zika, Júnior Silva e Pepeu Nascimento, sócios da Brega Inn Funk (Foto: André Santos/Divulgação)
Diego Zika, Júnior Silva e Pepeu Nascimento, sócios da Brega Inn Funk (Foto: André Santos/Divulgação)

O brega-funk, ritmo pernambucano que ascendeu com a era digital e projetou-se nacionalmente, agora ganha um novo impulso em seu mercado no estado. Na última quinta-feira (14), foi realizada a solenidade de inauguração da produtora Brega Inn Funk, que nasce da união de três empresários famosos nessa cena musical: Júnior Silva, Pepeu Nascimento e Diego Zika. Localizado entre os bairros Iputinga e Várzea, na Zona Oeste do Recife, o prédio divide espaço com a PRO-REC, principal produtora audiovisual do brega há cerca de 10 anos. Para os envolvidos, o projeto é um passo para a consolidação da profissionalização do ritmo no estado, visto que muitos nomes são captados por produtoras do Sudeste. 

Troinha, Elvis, VT e os Neiff, Abalo, Terror, Reizin, Vytinho NG, Lekinho Campos e o grupo de dança Seja Fada são alguns dos nomes do casting, que reúne os artistas dos três sócios. A Brega Inn Funk também quer descobrir talentos nos próximos meses. Esse conceito de gerenciamento artístico combinado com produção audiovisual é similar ao que ocorre no Sudeste. Thiago Gravações, responsável pelo principal canal do YouTube, também está envolvido com o projeto.

Os empresários conversaram com o Diario na sala de reuniões da Brega Inn Funk, que também conta com estúdio musical e audiovisual. "Esse é um projeto que já pensamos há alguns anos, mas não estávamos preparados financeiramente para fazer uma produtora desse nível. Foi quando alguns produtores de fora começaram a levar os artistas daqui", diz Júnior Silva, empresário de Troinha. Continua após a foto.

Letreiros da fachada da empresa, na Zona Oeste do Recife (Foto: André Santos/Divulgação)
Letreiros da fachada da empresa, na Zona Oeste do Recife (Foto: André Santos/Divulgação)

"Expliquei a Pepeu e Diego que estava na hora de nos profissionalizarmos, pois podíamos ficar para trás no mercado. Estava na hora de unir as forças. Nós conversamos, resolvemos a sociedade e já tínhamos alguns artistas, convidamos outros e explicamos o tamanho do projeto. Daí também surgiu essa parceria com a Pro-Rec, de Ítalo Monteiro, para dividir o prédio. Está todo mundo encantado."

"Na verdade, o que estamos fazendo é para garantir o futuro, mesmo que estejamos vivendo uma pandemia. Queremos que o brega-funk ganhe força", diz Pepeu Nascimento. "A produtora está aberta a todos os artistas, não é algo fechado. Queremos descobrir artistas, além de trabalhar em cima do que já temos." Existe uma ideia de fazer uma seleção para descobrir esses novos talentos. "A gente vai para dentro da favela. O brega-funk está dentro da favela. Pegamos lá e trazemos para cá para expandir."

ARTISTAS
MC Elvis e Troinha (Foto: André Santos/Divulgação)
MC Elvis e Troinha (Foto: André Santos/Divulgação)

Alguns artistas também falaram das expectativas com o projeto. MC Tróia afirmou que a iniciativa deveria ter acontecido há tempos. "Fico contente com essa união. Não quero desmerecer os outros que não estão nesse time ainda, mas a oportunidade vai chegar para mais pessoas também. Estar com os melhores é épico", diz o artista. "Há um tempo atrás, o próprio Tróia falava comigo sobre essa vontade do Júnior de iniciar uma produtora assim. Foi através deles que conheci Diego Zika, que me abraçou. Tenho certeza que a Brega Inn Funk vai abrir muitas portas para talentos, assim como abriram para a gente", diz Elvis.

Vytinho NG, de 15 anos, também falou sobre o que espera da produtora. "É muito bom ter esse espaço para fazer música, criar artes para a mídia. Acho que é algo inovador, pois em Pernambuco ainda não existe algo do brega-funk nessa estrutura." Com a Brega Inn Funk, Anderson Neiff e Danilo Neiff, nomes do momento da cena, esperam crescer mais. "Pedimos muito obrigado. Queremos levar o brega-funk para o Brasil, lançar mais hits e estourar."

O carioca MC Reizin, que estourou no Recife com a canção Liga no chefe (parceria com Robinho Destaky), espera que com a produtora o brega-funk fique mais autoral, com refrões feitos no estado. "Todos falam que sou o Kevin o Chris do Recife (risos). Não tenho vontade de voltar para o Rio, pois me abraçaram aqui. A minha expectativa é a melhor. Eu vim mostrar para eles que podemos ser autorais, sem levantar nomes que estão fora do nosso processo."

Confira mais fotos:

Anderson e Danilo Neiff (Foto: André Santos/Divulgação)
Anderson e Danilo Neiff (Foto: André Santos/Divulgação)

Reizin, carioca radicado no Recife (Foto: André Santos/Divulgação)
Reizin, carioca radicado no Recife (Foto: André Santos/Divulgação)

Vytinho NG segurando placa de platina dupla, expedida pela desenvolvedora ONErpm (Foto: André Santos/Divulgação)
Vytinho NG segurando placa de platina dupla, expedida pela desenvolvedora ONErpm (Foto: André Santos/Divulgação)

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Combate à obesidade ganha ainda mais importância no contexto da pandemia
Resumo da semana: explosão de casos de Covid-19 e desdém do presidente
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 05/03
Na pior fase da pandemia, cidades fazem panelaço contra Bolsonaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco