Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

MERCADO FINANCEIRO

Queda do dólar em novembro é a maior dos últimos dois anos

Publicado em: 30/11/2020 19:23

 (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Com a recuperação do mercado acionário, o dólar registrou a maior queda mensal dos últimos dois anos agora em novembro. A moeda americana caiu 6,82% no mês, apesar de ter fechado esta segunda-feira (30) com uma alta de 0,4%. É uma baixa de R$ 0,40 no mês.

O dólar começou este mês de novembro sendo negociado na casa dos R$ 5,75, o que elevou o preço dos alimentos e fez a inflação acelerar no Brasil. Porém, terminou este mês cotado a R$ 5,34. Desde outubro de 2018, quando recuou 8,08% diante do fim da eleição presidencial, a moeda não desvalorizava tanto em um único mês no Brasil.

De acordo com analistas, a queda do dólar é reflexo da recuperação do mercado acionário. Em novembro, o Ibovespa cresceu 16,12% e os investidores estrangeiros trouxeram R$ 31 bilhões para a bolsa brasileira, influenciados pelo otimismo que tomou conta dos mercados mundiais diante do avanço das vacinas contra a Covid-19 e do resultado das eleições americanas.

No ano, contudo, a moeda ainda acumula alta de 32,6%. Afinal, em janeiro, o dólar era negociado a R$ 4,28. E a expectativa dos analistas é que a moeda não fique muito distante dos R$ 5,30 neste fim de ano, já que, apesar de otimistas diante do cenário internacional, os investidores continuam aguardando uma definição sobre o rumo das contas públicas brasileiras.

Interesse por outras moedas
"O dólar deve ficar entre R$ 5 e R$ 5,30 neste ano, pois o mercado está buscando mais outras moedas", avalia o economista-chefe da Nova Futura Investimento, Pedro Paulo Silveira. "Saímos de um patamar mais alto, pois estávamos com uma desvalorização de quase 40% do real. E devemos fechar o ano com uma desvalorização um pouco abaixo de 30%", reforça a economista-chefe da Veedha Investimentos, Camila Abdelmalack. 

De acordo com o Boletim Focus desta semana, o mercado aposta em um dólar a R$ 5,36 no fim do ano. Segundo os analistas, é um patamar ainda alto, que deve continuar pressionando o preço dos alimentos neste fim de ano. A percepção, porém, é que a alta de preços dos alimentos é temporária.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com o Fernandinho Beltrão #369 #370 Isolamento geografico, reprodutivo e genético
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 15/01
Amazonas anuncia toque de recolher
Reino Unido proíbe voos do Brasil
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco