Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

Eleições 2020

'Precisamos encerrar essa crônica de ódio e radicalismo político que está dividindo o Brasil', diz Ciro Gomes

Publicado em: 22/11/2020 14:00 | Atualizado em: 22/11/2020 17:20

 (Foto: Leandro de Santana / DP)
Foto: Leandro de Santana / DP
Durante a manhã e início da tarde deste domingo, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) cumpre agenda com o candidato a prefeito do Recife pela Frente Popular, João Campos (PSB). Ao lado dele e de sua vice Isabella de Roldão, Ciro visitou os bairros da Guabiraba e Bomba do Hemetério, na Zona Norte da capital pernambucana, além de visitar o Compaz Governador Eduardo Campos, no Alto Santa Terezinha, na mesma região.

Em reunião com aliados políticos, militantes e apoiadores de Campos (PSB), Ciro reforçou seu gesto de apoio à candidatura do socialista à Prefeitura do Recife. "Esse é o único lugar, estado e cidade que eu saio, além do Ceará, para tentar falar... Os votos nas capitais serão lidos como um sinal do povo para a construção de um caminho diferente. Não podemos deixar que lambança política atrapalhe o nosso povo", destacou durante discurso de apoio. 

Isabella de Roldão (PDT) ressaltou a importância do voto feminino e o resultado dele na eleição de Campos (PSB). "Eu sou mulher e voto em João. Existe uma promessa de 50% dos cargos de liderança da Prefeitura serem ocupados por mulheres. Além disso, ele firmou outras propostas para o público feminino sem fazer distinção de gênero", reforçou Roldão.
 
Acerca do apoio, o candidato João Campos disse que "É muita alegria  poder receber Ciro e Lupi, estamos em diálogo há bastante tempo e temos apoio do PDT desde o começo da campanha e hoje foi um dia importante. Ciro deu testemunho importante, uma pessoa com histórico e depoimento de que juventude tem como dar certo na política”.
 
Rachadura política 

Acerca do apoio do Deputado Federal Túlio Gadelha (PDT), o presidente da sigla, Carlos Lupi, ressaltou que "o partido tem uma posição clara... ele [Túlio] tem assumido uma posição que ele vai ter as responsabilidades das consequências... ele está perto da cerca para passar para o lado do vizinho. Se ele fizer essa opção, as consequências serão na mesma proporção".
 
Enquanto isso, o presidenciável Ciro Gomes informou não se pocisionar acerca do assunto. Deixando, por sua vez, uma abertura. "Não vou me posicionar", cravou.  
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Apesar de empate em pesquisas, João Campos confia em vitória
Marília Arraes tem agenda intensa no dia que decide a eleição no Recife
Votação define hoje o segundo turno das eleições municipais
Teatro do Parque: a volta à vida de um gigante centenário
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco