Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

CINEMA

Cabíria Festival traz, on-line, filmes feitos por mulheres

Publicado em: 23/11/2020 22:40

 (Cabíria, personagem do filme "Noites de Cabíria", inspirou nome de festival. Foto: Reprodução)
Cabíria, personagem do filme "Noites de Cabíria", inspirou nome de festival. Foto: Reprodução
O Cabíria Festival será composto por masterclasses, debates, oficinas, painéis e exibição de filmes produzidos por mulheres. A programação teve início na última quarta (18/11), com encerramento marcado para domingo (29/11), e endossa o objetivo de trazer mais representatividade para a área do audiovisual. A 2ª edição do festival ocorre no formato on-line, gratuito e homenageia a cineasta Patrícia Ferreira Pará Yxapy.

O evento se expande para outros países além do Brasil. Os convidados são Alemanha, Argentina, Canadá, Costa Rica e França, com a ideia de fortalecer a diversidade presente nas telas e também de quem está atrás da câmera. A programação conta com a exibição de 35 filmes, 22 curtas e atividades extras de debates e interação.

A cineasta homenageada na 2ª edição do Cabíria Festival é Patrícia Ferreira Pará Yxapy, professora indígena da etnia Mbyá-Guarani, moradora da Aldeia Ko’enju, em São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul. Os filmes dela Desterro Guarani, Tava, A casa de pedra, Mbya Mirim, No caminho com Mário, Teko Haxy - ser imperfeita, Biciletas de Nhanderú, Nhemongueta Kunhã Mbaraete e New York, just another city serão exibidos.

Programação e acesso

Todos os dias, às 18h, dois microfilmes serão exibidos, seguidos por um debate entre os participantes. Com parceria de curadoria, as produções serão lançadas no site Hysteria, junto com o do Cabíria Festival. Sessões gratuitas de curtas ocorrerão na quinta (26) e no sábado (28), às 19h, na plataforma Cardume TV. Os longas, por sua vez, serão exibidos na sexta (27) e domingo (29), no Videocamp. Os conteúdos extras estarão no canal do YouTube do festival.

Dia 24/11 - Terça-feira

Às 18h - Mostra Imaginários Possíveis na Plataforma Hysteria e site do Festival

De 19h às 21h - YouTube Cabíria Festival, mesa sobre produção criativa e internacionalização, com tradução consecutiva;

Às 21h, na plataforma Videocamp, estreia de Um filme de verão, de Jo Serfaty (doc, 86', RJ, 2019) - Disponível por 72h.

Dia 25/11 - Quarta-feira

Às 18h - Mostra Imaginários Possíveis na Plataforma Hysteria e site do Festival

De 19h às 21h - YouTube Cabíria Festival, debate especial com cineasta homenageada.

Com Patrícia Ferreira Para Yxapi e Luz Duarte Jachuka Miri. Mediação: Lorenna Montenegro.

Às 21h - Plataforma Videocamp, estreia de Portuñol, de Thais Fernandes (doc, 70', RS, 2020) - Disponível por 48h.

Dia 26/11 - Quinta-Feira

De 10h30 às 13h, no YouTube Cabíria Festival, painel sobre políticas e iniciativas de ruptura, acessível em Libras, com tradução consecutiva.

Às 18h - Mostra Imaginários Possíveis na Plataforma Hysteria e site do Festival

Às 19h, na plataforma Cardume TV, sessão de três curtas; Polifonia de trajetórias.

Estreias: Céu da boca (Amanda Trindade, animação/ficção/experimental, 7', RS, 2019); Modelo morto, modelo vivo (Leona Jhovs e Iuri Bermudes, ficção, 20’, SP, 2020); Rebu/ a egolombra de uma sapatão quase arrependida (Mayara Santana, doc, 22', PE, 2020)

Às 20h, no YouTube Cabíria Festival, debate sessão três curtas – Polifonia de trajetórias.

Às 21h, na plataforma Videocamp, estreia Niña Mamá, de Andrea Testa (doc, 66', Argentina, 2019) - Disponível por 72h.

Dia 27/11 - Sexta-Feira

De 11h às 13h, YouTube Cabíria Festival, masterclass: Performance, fotografia e cinema: O processo criativo de Nadja Marcin, com tradução consecutiva.

Às 18h - Mostra Imaginários Possíveis na Plataforma Hysteria e site do Festival.

Às 19h, no YouTubel: Debate de longas “Territórios e subjetividades”, com Thais Fernandes (Portuñol, doc, 70', RS, 2020), Jo Serfaty (Um filme de verão, doc, 86', RJ, 2019) e Patrícia Ferreira Pará Yxapy e Sophia Pinheiro (Teko Haxy- ser imperfeita, Doc/Experimental, 45', RS, 2011). Mediação: Natara Ney;

Às 21h, na plataforma Videocamp, estreia O despertar das formigas, de Antonella Sudasassi (ficção, 94’, Costa Rica / Espanha, 2019) - Disponível por 48h.


Dia 28/11 - Sábado

Às 18h - Mostra Imaginários Possíveis na Plataforma Hysteria e site do Festival.

Às 19h, na plataforma Cardume, sessão de quatro curtas; Existir para além de resistir;

Estreias: A parteira (Catarina Doolan, doc, 20', RN, 2019); Nascente (Safira Moreira, experimental, 6', BA, 2020); Rã (Julia Zakia; Ana Flávia Cavalcanti, ficção, 16', SP, 2019); Seremos ouvidas (Larissa Nepomuceno, doc, 13', PR, 2020);

Às 20h, no YouTube Cabíria Festival: Debate sessão de quatro curtas

Às 21h, na plataforma Videocamp, estreia Um dia com Jerusa, de Viviane Ferreira (ficção, 74', SP, 2020) - Disponível por 24h.


Dia 29/11 - Domingo

Às 18h - Mostra Imaginários Possíveis na Plataforma Hysteria e site do Festival

De 19h às 20h, no YouTube Cabíria Festival, debate de longas: Narrativas e corpos políticos, com tradução consecutiva;

Às 20h - Encerramento - YouTube Cabíria Festival

Lançamento do e-book Mulheres nas telas e atrás das câmeras

Serviço

Cabíria Festival

Nas plataformas do YouTube, Videocamp e Cardume TV. Entre 18 e 29 de novembro. Festival para fortalecer a representatividade de mulheres no meio audiovisual. Gratuito para todos os públicos. Confira programação e classificações indicativas no site oficial do evento.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com o Fernandinho Beltrão #369 #370 Isolamento geografico, reprodutivo e genético
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 15/01
Amazonas anuncia toque de recolher
Reino Unido proíbe voos do Brasil
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco