Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

DISCORDÂNCIA

Governadora de SC se posiciona contra o nazismo após cobrança de entidades

Publicado em: 29/10/2020 20:49

 (Foto: Reprodução/ Facebook )
Foto: Reprodução/ Facebook

A governadora em exercício de Santa Catarina, Daniela Reinehr (Sem partido), recebeu críticas por não se posicionar claramente contra ideias de Adolf Hitler em uma entrevista. Após a repercussão, a governadora emitiu uma nota, nesta quinta-feira (29/10), em que se diz "contrária ao nazismo, assim como qualquer regime que vá contra os direitos individuais, garantias de segurança ou contra a vida das pessoas".

 

Na terça-feira (27/10), em coletiva de imprensa, a chefe do Executivo local foi perguntada se discordava do pai sobre o regime nazista. José Altair Reinehr é professor de história e teria negado o Holocausto judeu em sala de aula, além de ter escrito textos relativando o nazismo. 

 

Daniela, porém, deu uma longa resposta ao questionamento, mas não se posicionou contra. Só disse que gostaria de ser julgada pelos seus próprios atos.

 

“Eu realmente não posso responder, ser julgada ou condenada por aquele ou esse pensamento. Eu respeito, volto a dizer, eu respeito as pessoas, independente do seu pensamento, eu respeito os direitos individuais, e qualquer regime que vá contra o que eu acredite, contra esses elementos que eu disse, eu repudio. Existe uma relação e uma convicção que move a mim e a todos os senhores, que se chama família. E me cabe, como filha, manter a relação familiar em harmonia, independente das diferenças de pensamento”, disse.

 

A resposta da governadora não foi bem recebida por entidades judaicas. A Confederação Israelita do Brasil (Conib) e a Associação Israelita Catarinense (AIC) emitiram notas pedindo que ela se manifestasse contra o nazismo.

 

"A governadora deve, de forma veemente, manifestar sua repulsa ao negacionismo da tragédia que foi o Holocausto. É importante que ela se pronuncie sobre o assunto e demonstre de forma inequívoca sua rejeição às ideias que levaram ao extermínio de 6 milhões de judeus inocentes, além de outras minorias e adversários políticos, e provocaram uma guerra que devastou a humanidade.", afirmava a nota.

 

Em sua nota, emitida nesta quinta, a governadora disse que entende os pedidos de cobrança e afirmou ter pensando que tivesse sido clara quando questionada.

 

“Sou contrária ao nazismo, assim como sou contrária a qualquer regime, sistema, conduta ou posicionamento que vá contra os direitos individuais, garantias de segurança ou contra a vida das pessoas, e sinceramente, pensei ter deixado isso claro quando fui questionada”, alegou. 

 

Daniela Reinehr assumiu o cargo na terça-feira após a o afastamento de Carlos Moisés pelo Tribunal Especial de Julgamento. O governador sofre um processo de impeachment por improbidade administrativa.

 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com o professor Fernandinho Beltrão ##275 Mono e dicotiledôneas
Rhaldney Santos entrevista Dr Dimas Antunes
Argentina chora perda de Maradona
Jogadores se despedem de Maradona
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco