Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

Saúde

Fernando de Noronha reforça equipe de controle da Covid-19 após novos casos

Publicado em: 28/10/2020 11:10

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
Com a abertura total ao turismo desde o dia 10 de outubro, Fernando de Noronha registrou até o momento 16 novos casos de Covid-19. Com isso, a administração da ilha está reforçando a equipe de Vigilância em Saúde para atuar de forma mais rigorosa na entrada de visitantes e evitar uma possível disseminação descontrolada do vírus no arquipélago. Cinco profissionais da Secretaria Estadual de Saúde se juntam aos outros quatro contratados pela vigilância da administração antes da abertura total, com o objetivo de investigar os novos casos que forem surgindo. Para a próxima fase será após o aumento de voos para o arquipélago. 

“O reforço na equipe de Vigilância em Saúde se fez necessário devido ao aumento do número de pessoas circulando diariamente na ilha. Fizemos um grande esforço desde o início da pandemia até hoje para controlar a contaminação e evitar a circulação do vírus. Não podemos deixar que todo esse trabalho tenha sido em vão. Então estamos nos cercando de todos os cuidados para continuar cumprindo a nossa principal missão, que é preservar a saúde das pessoas”, explica o administrador da ilha, Guilherme Rocha.

“Quando mais for aumentando a entrada de turistas, mais iremos requerer quantidade de esforços. A área de foco hoje é justamente essa, de vigilância em saúde. Iremos fazer todo o aporte necessário. Já foi sinalizado pelo governador Paulo Câmara e pelo secretário de Saúde, André Longo, além do administrador da ilha, Guilherme Rocha, que nós vamos fazer esses aportes para continuarmos a mesma linha de ação que vínhamos mantendo em Noronha desde o início do ano”, diz Fernando Magalhães, superintendente de Saúde da ilha. 

O superintendente reforça que, embora a pandemia continue, com vários locais ao redor do mundo vivendo a segunda onda,  tem observado pessoas ainda descumprindo os protocolos de segurança. Ele cobra mais atenção às regras, sobretudo da própria população e de pessoas ligadas ao turismo, já que a ilha tem recebido visitantes de vários estados que ainda apresentam índices altos de contaminação. Segundo Fernando Magalhães, algumas pessoas circulam sem máscara e não estão respeitando o protocolo de saúde. Relatos de funcionários de empresas de turismo indicam dificuldades com os visitantes no cumprimento das determinações das autoridades sanitárias. 

“Estamos fazendo ação conjunta com a Polícia Militar e a Polícia Civil para que isso seja combatido. Qualquer um que faz parte do turismo tem que pedir para que os turistas sigam os protocolos, para eles (os funcionários) preservarem a própria vida. Temos várias pessoas trabalhando em conjunto para fazer o protocolo ser seguido. O mesmo tem que acontecer na pousada, no bar, no restaurante, no receptivo, para que tudo funcione normalmente, com todos se preservando, desde o guia turístico ao motorista, aos camareiros das pousadas, todos. Não podemos vacilar. É preciso seguir à risca os protocolos e usar o aplicativo Dycovid, que faz o alerta de alguém próximo com a doença. Agora que a ilha está aberta, temos que manter a proteção individual para cessar as transmissões”, diz. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Teatro do Parque: a volta à vida de um gigante centenário
Enem para todos com o professor Fernandinho Beltrão ##275 Mono e dicotiledôneas
Rhaldney Santos entrevista Dr Dimas Antunes
Argentina chora perda de Maradona
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco