Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

CORONAVÍRUS

EUA retomam testes da vacina de Oxford contra a Covid-19

Por: AFP

Publicado em: 23/10/2020 21:31 | Atualizado em: 23/10/2020 21:47

 (Foto: AFP)
Foto: AFP
O teste clínico da vacina contra a covid-19, em desenvolvimento pela farmacêutica AstraZeneca e a Universidade de Oxford, foi retomado nos Estados Unidos, informou a empresa nesta sexta-feira (23).

"A Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) autorizou hoje (sexta-feira) o reinício nos Estados Unidos, depois da retomada dos testes em outros países nas últimas semanas", informou a AstraZeneca em um comunicado.

Os Estados Unidos eram o único país onde os testes continuavam suspensos, depois que um participante adoeceu há seis semanas.

"A Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) autorizou hoje (sexta-feira) o reinício nos Estados Unidos, depois da retomada dos testes em outros países nas últimas semanas", informou a AstraZeneca em um comunicado.

Os Estados Unidos eram o único país onde os testes continuavam suspensos, depois que um participante adoeceu há seis semanas.

A AstraZeneca informou que os resultados do teste são aguardados para este ano, embora isso vá depender do ritmo do surto onde a vacina esteja sendo testada.

O teste foi suspenso em todo o mundo em 6 de setembro, mas foi retomado poucos dias depois no Reino Unido e nas semanas seguintes em África do Sul, Brasil e Japão, depois que as respectivas autoridades sanitárias consideraram que a doença aparentemente não estava relacionada com a vacina.

Nos Estados Unidos, as autoridades reguladoras mantêm segredo sobre as razões da suspensão estendida.

"A retomada dos testes clínicos em todo o mundo é uma excelente notícia", disse o diretor-executivo da AstraZeneca, Pascal Soriot, em um comunicado.

Muitos países confiam nesta vacina. A AstraZeneca pré-vendeu centenas de milhões de doses em vários continentes e assinou convênios com outros fabricantes para produzir as doses localmente. A demanda esperada chega a um bilhão de doses.

O projeto da AstraZeneca/Universidade de Oxford, um dos mais avançados do mundo, está entre os dez que serão provados em dezenas de milhares de voluntários no chamado teste de fase 3, juntamente com projetos americanos, chineses e russos.

Nos Estados Unidos, as duas vacinas que esperam obter luz verde da FDA são as da Pfizer e da Moderna. As duas empresas americanas preveem pedir uma autorização na segunda quinzena de novembro. A FDA não informou quando se pronunciaria.
TAGS: oxford | vacina | covid |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com o professor Fernandinho Beltrão ##275 Mono e dicotiledôneas
Rhaldney Santos entrevista Dr Dimas Antunes
Argentina chora perda de Maradona
Jogadores se despedem de Maradona
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco