Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

LITERATURA

Pernambucana Camilla Inojosa lança seu primeiro livro de poemas infantis

Publicado em: 22/09/2020 17:45

O livro reúne dois poemas inéditos Eu, Passarinho e o homônimo Flor mágica. (Ilustrações: Rafaella D%u2019Oliveira)
O livro reúne dois poemas inéditos Eu, Passarinho e o homônimo Flor mágica. (Ilustrações: Rafaella D%u2019Oliveira)

Para marcar a chegada da primavera, a escritora pernambucana Camilla Inojosa lança, nesta quarta-feira (22), Flor Mágica, seu primeiro livro de poemas. A estreia da publicação contará com evento virtual, no perfil @camillinhainojosa no Instagram, com participação do jornalista pernambucano Roberto Beltrão. Os exemplares serão vendidos pelo Instagram da La Ursa Livros (@laursalivros) por R$ 45. 

Flor mágica reúne dois poemas inéditos Eu, Passarinho e o homônimo Flor mágica, escritos pela autora a partir de suas experiências pessoais e reflexões sobre o cuidado e a liberdade. "Nunca pensei em publicar poemas. Eles foram escritos em momentos diferentes, mas muito especiais. O 'Eu, passarinho' escrevi sentada num corredor de uma grande feira de livros, em 2019, antes da pandemia. Estava bombardeada com ilustrações incríveis e só conseguia pensar em como os livros podem nos salvar. Nos fazer livres. Nos fazer pássaro. E escrevi o Pássaro", explica Camilla Inojosa.

O segundo poema, Flor mágica, surgiu a partir de uma história escrita por Maria Luíza, 8 anos, filha mais velha de Camilla, em uma das oficinas de literatura infantil que a autora ministra, suspensas desde o início do isolamento social. "O texto fala de como a vida exige trocas e reciprocidade. Eu, volta e meia, tenho retornado a ele para entender e compreender algumas coisas. Que a gente possa entender que cuidar é importante e não apenas querer ser cuidado", detalha Camilla, que é mãe também de Alice, 5 anos.

A pernambucana Camilla Inojosa tem destaque na literatura infantil em prosa, com as obras Antônio com M (Bagaço) e Lápis mágico (IMEPH). A sua estreia na poesia foi publicada pelo selo La Ursa, com ilustrações de Rafaella D’Oliveira, revisão de Giovanni Orlandini e contou com com processo de financiamento coletivo pelo Catarse.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Resumo da semana: 5 anos do surto de microcefalia, Covid suspende aulas e nova pesquisa no Recife
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #289 - Colênquima e esclerênquima
Rhaldney Santos entrevista Dra. Larissa Ventura, oftalmopediatra
Rhaldney Santos entrevista João Campos (PSB)
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco