Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

Educação

Após autorização de aulas presenciais, estudantes de terceiro ano do ensino médio se dividem sobre retorno

Publicado em: 22/09/2020 20:18 | Atualizado em: 22/09/2020 20:52

Aulas presenciais estão suspensas desde 18 de março em Pernambuco. (Foto: Gabriel Melo/Esp.DP)
Aulas presenciais estão suspensas desde 18 de março em Pernambuco. (Foto: Gabriel Melo/Esp.DP)


Quando o governo de Pernambuco anunciou, nessa segunda-feira (21), a autorização para a volta das atividades presenciais nas escolas do estado, começando no dia 6 de outubro pelos estudantes do terceiro ano do ensino médio, a estudante Alinne Santos, 17 anos, conversou com os pais. Ela mora em Afogados, bairro da Zona Oeste do Recife, e estuda na Escola Técnica Estadual Miguel Batista, na Macaxeira, Zona Norte da cidade. Para chegar à escola, percorre cerca de 10 km e usa dois ônibus. Na reunião em família, decidiram que Alinne, concluinte do ensino médio, não vai frequentar as aulas presenciais.

A volta permitida pelo governo para as escolas públicas e privadas de todo o estado será opcional e cabe aos pais ou a estudantes com 18 anos ou mais decidir sobre frequentar ou não as atividades presenciais. O modelo remoto de ensino deve continuar sendo oferecido. "Vou continuar assistindo às aulas de casa, exceto se a minha presença na escola for imprescindível para a minha formação acadêmica. Tenho me preparado para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) vendo vídeos no YouTube e acompanhando as aulas remotas oferecidas pela escola", disse Alinne, que quer cursar direito no ensino superior. 

Como ela, a estudante do Colégio Dom, Laís Carvalho, 17 anos, também não pretende frequentar as aulas presenciais. A aluna da escola privada de Olinda mora com uma avó de 60 anos e um avô de 64. "Como eles são do grupo de risco da Covid-19 e mesmo que a escola tenha divulgado para os alunos todos os cuidados que estão tomando para a reabertura, não vou para as aulas presenciais", afirma. Laís tem se preparado em casa, assistindo às aulas virtuais, para disputar uma vaga no curso de jornalismo.

Felipe Robalinho, do Colégio Santa Maria, pretende voltar para as aulas presenciais. (Foto: Arquivo Pessoal)
Felipe Robalinho, do Colégio Santa Maria, pretende voltar para as aulas presenciais. (Foto: Arquivo Pessoal)


Já Felipe Robalinho, 18 anos, do terceiro ano do ensino médio do Colégio Santa Maria, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, decidiu pelo retorno na modalidade presencial. Nesta terça-feira (22), o colégio comunicou a possibilidade aos alunos e enviou o protocolo de segurança que está sendo adotado na unidade. "No presencial, é mais fácil se concentrar por longos períodos nas aulas. É muito difícil manter o foco por várias horas diante de um computador", comparou o estudante que sonha em cursar publicidade.

LEIA MAIS:

Pernambuco terá retorno de aulas presenciais no dia 6 de outubro apenas para o ensino médio

Por causa dos vestibulares e Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o retorno em Pernambuco começa com os estudantes do último ano da educação básica. Em seguida, a partir de 13 de outubro, estão autorizadas as aulas para o segundo ano do ensino médio. No dia 20 de outubro, o plano avança para os estudantes do primeiro ano do ensino médio. Serão permitidas as atividades presenciais tanto nas escolas regulares como nas integrais, técnicas e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Ainda não há datas para a retomada do ensino fundamental e da educação infantil.

Federais

A liberação das aulas para estudantes do ensino médio em Pernambuco não vai alterar o funcionamento das instituições federais de ensino do estado. O Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (CAp/UFPE) seguirá tendo aulas apenas no ambiente virtual.

O Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) informou que as atividades de ensino também continuarão ocorrendo de forma remota. "A instituição avalia periodicamente todos os cenários nas regiões por onde estão localizados seus 16 campi e polos de EaD, visando retomar as atividades de ensino com total segurança para seus estudantes, servidores e terceirizados", pontuou.

A instituição ressaltou que "diversas iniciativas, como elaboração de protocolos próprios e aquisição de materiais, foram realizadas para assegurar esse retorno presencial com toda a cautela necessária, quando os cenários relacionados à pandemia estiverem mais claros".
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Candidatos têm características das mais distintas, mas estão longe de representar os grupos sociais
Resumo da semana: 5 anos do surto de microcefalia, Covid suspende aulas e nova pesquisa no Recife
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #289 - Colênquima e esclerênquima
Rhaldney Santos entrevista Dra. Larissa Ventura, oftalmopediatra
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco