Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

VOLTA POR CIMA

Motoboy humilhado ganha moto nova e mais de R$ 150 mil em vaquinha

Publicado em: 10/08/2020 21:07

 (Foto: Reprodução/Instagram)
Foto: Reprodução/Instagram

Após a enorme repercussão do vídeo, o motoboy Matheus Pires Barbosa, que foi humilhado e vítima de racismo por Mateus Abreu Almeida Prado Couto, em um condomínio em Valinhos, no interior de São Paulo, tem recebido grande apoio nas redes sociais. O entregador de 19 anos ganhou uma moto nova e 1,9 milhões de seguidores do Instagram. Além disso, uma vaquinha virtual foi criada para ajudar o jovem a conquistar a casa própria e investir nos estudos. Valor já soma mais de R$ 150 mil.

O caso, que ocorreu em 31 de julho, viralizou nas redes sociais na última sexta-feira (7/8). O humorista Matheus Ceará foi o responsável por presentear Matheus com a motocicleta. Em uma rede social, o artista se disse "sensibilizado" e afirmou ter se identificado com a história do rapaz. “Me fez lembrar quando cheguei em Campinas e vendia trufas de porta em porta. Chamaram a polícia, me trataram como bandido”, relatou Ceará.

 

Já a arrecadação do dinheiro foi organizada pelo portal Razões Para Acreditar. A meta inicial, de R$ 100 mil, foi alcançada em menos de 24 horas. Por isso, o site estendeu as contribuições para R$ 150 mil, valor que também já foi atingido. "O foco agora é também comprar uma casa pra ele e investir nos estudos, carreira e proporcionar o futuro brilhante que o Matheus merece!", diz em nota. Até esta segunda-feira (10/8), a arrecadação soma R$ 152 mil, com cerca de 2,5 mil apoiadores.

Instagram

No Instagram, o motoboy já acumula quase 2 milhões de seguidores, em meio a milhares de mensagens positivas em suas publicações.

Em uma das fotos o repórter e comentarista Chico Garcia disse: "Sucesso na vida, você merece isso e muito mais!". O crítico Thiago Rocha sugeriu que fizessem uma vaquinha para o jovem porque, segundo ele, Matheus merece não só a moto, mas "ganhar uma casa no mesmo condomínio que o 'cliente' disse que você não teria a capacidade de ter".

Representação criminal por injúria racial

A defesa do Matheus Pires Barbosa, o advogado Márcio Abreu, apresentou uma representação criminal por injúria racial contra Mateus Abreu Almeida Prado Couto, na manhã desta segunda-feira (10/8).

Ainda pela manhã, o jovem também prestou depoimento na delegacia. O advogado disse que vai procurar mostrar que o agressor não estava em surto esquizofrênico, como alegou o pai. "Aparentemente, ele estava em seu estado normal. Mas isso vai demandar perícia, vai demandar uma investigação. Agora, o inquérito policial vai se seguir, vai ser concluído e enviado posteriormente para o Judiciário", explicou ao portal G1.

O condomínio Vila Bela Vista, onde aconteceu a cena, instalou uma faixa de repúdio contra o morador ao lado da portaria e pediu que a Polícia Militar fizesse um monitoramento na área. Um grupo de aproximadamente 100 motoboys também fez um buzinaço pacífico em frente ao condomínio do agressor.

iFood baniu usuário

 

O aplicativo de entregas iFood, no qual Matheus Pires Barbosa é entregador, anunciou que o usuário Mateus Couto foi descadastrado da plataforma de entregas. No Twitter, a empresa afirmou que se condena "qualquer forma de preconceito e discriminação" e se solidariza com o entregador.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Ministério da Saúde autoriza volta parcial da torcida na Série A
Resumo da semana: acidente em Boa Viagem, aulas liberadas e reinauguração do Geraldão
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #101 Actina e Miosina
Rhaldney Santos entrevista advogada Rafaella Simonetti do Valle
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco