Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

Debates

Direitos da pessoa idosa e trabalho feminino são temas de lives do MPPE

Publicado em: 10/08/2020 19:47 | Atualizado em: 10/08/2020 19:54

 (Foto: Nando Chiappetta/Arquivo DP)
Foto: Nando Chiappetta/Arquivo DP
O Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) realiza nestas terça (11), às 17h, e quarta-feira (12), às 17h30, duas lives para discussão de temas relacionados à Justiça. A primeira transmissão terá como tema "A pessoa idosa e sua luta contra o tempo e o preconceito". Depois, haverá uma live sobre "A emancipação da mulher no mercado de trabalho como primeiro passo para a ruptura do ciclo de violência e para o resgate de sua dignidade". A primeira será no YouTube do Centro Operacional de Apoio às Promotorias de Justiça da CIdadania (Caop Cidadania). Já a segunda live será no Instagram, no perfil @caopcidadania_mppe.

"Nos projetos Roda de Conversa, fazemos um amplo debate envolvendo as instâncias do direito, do poder executivo, da sociedade civil organizada abrangendo até mesmo o lúdico e depoimentos inspiradores. E é isso que trazemos nesta edição do Roda de Conversa. Um olhar sobre a luta da pessoa idosa sob diversos prismas, pois a ‘boa idade’ é cheia de desafios e pode ser encarada como uma excelente oportunidade para realização de anseios”, disse a promotora de Justiça e coordenadora do Caop Cidadania, Dalva Cabral, que vai mediar a discussão.

Além dela, participam do encontro a procuradora de Justiça e coordenadora do projeto Caravana da Pessoa Idosa, Yélena Monteiro Araújo; a promotora de Justiça e coordenadora da 12ª Circunscrição Ministerial, Fernanda Nóbrega; a líder do movimento 60+ e do Grupo Mulheres do Brasil, Dionice Campos; a psicóloga e conselheira estadual dos Direitos da Pessoa Idosa, Gabriela Moura; a delegada do Idoso de Pernambuco, Tereza Nogueira; a promotora de Justiça aposentada, Francisca Carmina; o empreendedor e cofounder do projeto Anjo Amigo, Eric Milfont; e do artista, compositor e músico, Nando Cordel.

Na quarta-feira, é a vez do debate sobre empreendedorismo feminino com a promotora de Justiça da Cidadania, Bianca Stella Azevedo. “Queremos debater o empreendedorismo feminino como a possibilidade de emancipação da mulher, como uma ferramenta de quebra do ciclo de violência por meio do empoderamento, da capacitação e do autoconhecimento. A violência não se encerra na separação do algoz, mas pode começar com uma ação empreendedora da mulher que sai em busca de formar uma renda própria”, disse Dalva.

Segundo ela, o MPPE firmou recentemente um convênio com a organização social Xegamiga, um projeto feito por mulheres para mulheres, com o desejo de acolhimento para transformação. “Com esse convênio direcionamos o atendimento da mulher que sofre violência muito antes do ajuizamento de ação. Ela começa a receber atenção de psicólogos e assistentes sociais antes de entrar na justiça, podendo, assim, fazer escolhas com ainda mais orientação."
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Brasil é vítima de desinformação sobre meio ambiente, diz Bolsonaro
Rhaldney Santos entrevista o empreendedor digital Harry Thorpe, criador da plataforma Miauu
Rhaldney Santos entrevista a ginecologista Altina Castelo Branco
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco