Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

REABERTURA

Sem mortes por Covid-19 há 11 dias, Nova Zelândia estuda relaxar lockdown

Publicado em: 02/06/2020 17:00

Primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern (Foto: Mark Mitchell/AFP )
Primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern (Foto: Mark Mitchell/AFP )
Com uma considerada estratégia de sucesso no combate à pandemia do novo coronavírus, a Nova Zelândia vem avaliando um possível relaxamento do lockdown em que o país se encontra desde 28 de fevereiro. Há 11 dias, o país não registra mortes em decorrência da Covid-19. 

"Nossa estratégia de ir duro, sair cedo já deu certo", disse hoje a primeira-ministra Jacinda Ardern. Com 5 milhões de habitantes, a Nova Zelândia decretou a quarentena rígida logo após o primeiro caso de coronavírus em seu território, sem esperar um possível colapso no sistema de saúde para fechar a economia. Apenas hospitais, lojas de comida e postos de gasolina eram autorizados a funcionar.

"Ao passarmos para o nível um tão cedo, seremos um dos primeiros países do mundo a sofrer um surto de covid-19 e, em seguida, retornaremos rapidamente a esse nível de normalidade", acrescentou a primeira-ministra. Ainda segundo a governante, decisão concreta deve sair no dia 8 de junho.

A Nova Zelândia registrou 1.504 infecções de coronavírus confirmadas no total e registrou apenas 22 mortes por covid-19.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Notícias de 14/07: Quiosques e banho de mar liberados, testagem ampliada e Sarí denunciada à Justiça
Reino Unido exclui gigante chinesa de sua rede 5G
Estados Unidos vão realizar primeiras execuções federais em 17 anos
Ao vivo com Pedro Guimarães : Auxílio Emergencial e FGTS
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco