Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

Covid-19

Trump proíbe voos do Brasil para os EUA por causa do coronavírus

Publicado em: 24/05/2020 18:58

Decisão foi tomada por Trump neste domingo (24). (Foto: Mandel Ngan/AFP.)
Decisão foi tomada por Trump neste domingo (24). (Foto: Mandel Ngan/AFP.)
Os Estados Unidos decretaram, neste domingo (24), a suspensão da entrada de voos procedentes do Brasil, com o objetivo de proteger os americanos contra o novo coronavírus. A medida vale a partir do dia 29 e foi tomada dois dias depois de o Brasil utrapassar a Rússia e se tornar o segundo país do mundo em número de casos de covid-19, atrás apenas dos EUA. 

A decisão, tomada por meio de um decreto do presidente Donald Trump, foi formalizada horas depois de o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Robert O'Brien, afirmar que o governo americano adotaria restrições à entrada de voos procedentes do Brasil. Ele falou sobre o assunto durante entrevista ao programa 'Face the Nation', da rede de TV CBS.

"Esperamos que seja temporário, mas, devido à situação no Brasil, tomaremos todas as medidas necessárias para proteger o povo americano", declarou O'Brien, antes de frisar que os brasileiros estão "passando por um mau momento".

Segundo o conselheiro, Washington também avalia restringir a entrada de pessoas de outros países das Américas, e a situação está sendo examinada caso a caso.

Tanto o presidente Donald Trump quanto seu vice, Mike Pence, já haviam ameaçado, desde março, proibir voos vindos do Brasil, ainda que os EUA continuem liderando em número de casos e mortes pela covid-19.

Situação do Brasil
No momento em que a Casa Branca anunciava a suspensão de voos procedentes do Brasil, o Ministério da Saúde brasileiro contabilizava 347.398 casos de covid-19 e 22.013 mortes pela doença. A situação do país levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a afirmar que América do Sul se tornou o novo epicentro global da pandemia.

Nos EUA, o número de casos e mortes por covid-19 ultrapassou, respectivamente, 1,6 milhão e 97 mil. Embora a pandemia comece a ser contida em estados que impuseram medidas de isolamento social rígidas, como Nova York e Califórnia, a doença continua se alastrando pelo interior.

Trump disse na última terça-feira, pela terceira vez, que estava considerando proibir a entrada de voos provenientes do Brasil. "Não quero pessoas vindo para cá e infectando nosso povo. Também não quero que as pessoas fiquem doentes por lá. Estamos ajudando o Brasil com respiradores. O Brasil está tendo problemas, não há dúvida sobre isso", afirmou o presidente americano.

Até a manhã deste domingo, os EUA não não haviam fornecido os respiradores, mas, à tarde, o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, disse em uma rede social que mil unidades do equipamento serão entregues pelo governo americano.

Os voos entre Brasil e EUA já foram bastante reduzidos por causa da pandemia. Há atualmente só nove voos em operação por semana entre os dois países — todos saindo do Estado de São Paulo.

Trump suspendeu a entrada de viajantes da China, onde o surto começou, em janeiro. No início de março, ele impôs restrições à chegada de pessoas vindas da Europa.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Destaques de 13/07: Protesto por Miguel, partido tenta filiar mortos e corpo de atriz encontrado
Ao vivo com Pedro Guimarães : Auxílio Emergencial e FGTS
Rua do Bom Jesus está no topo do ranking das mais belas, diz revista americana
Destaques da semana: restaurantes vão reabrir, Bom Jesus entre as mais belas ruas e volta do futebol
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco