Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

Celebridades

Pabllo Vittar pede indenização contra a Serasa por citar briga com Anitta em publicidade

Publicado em: 06/04/2020 18:47

 (Foto: YouTube/Reprodução)
Foto: YouTube/Reprodução
A cantora Pabllo Vittar entrou com um pedido de indenização na justiça contra a Serasa, marca brasileira de análises e informações para decisões de crédito e apoio a negócios. Isso porque no dia 6 de agosto de 2019, a empresa publicou ilustração em sua página nas redes sociais citando, indiretamente, a artista. "Devendo 70 mil dólares para uma cantora?", provoca uma imagem divulgada nas redes sociais da Serasa, que tem uma explicação na legenda: "Usou o cartão da amiga para pedir um jatinho e não conseguiu pagar? A solução está aqui: Serasa Limpa Nome", dizia a publicação.

Não demorou muito para que internautas citassem a briga entre Anitta e Pabllo Vittar, do polêmico videoclipe da música Sua Cara. Na época, Anitta chegou a responder a empresa dizendo que achava muito triste fazer piada com um assunto "que é um pesadelo". Os advogados de Pabllo Vittar comunicaram à Justiça que a Serasa se aproveitou de rumores entre as duas artistas para ganhar visibilidade. "[Serasa] Está afirmando, de forma indireta e ardilosa, que o autor [Pabllo Vittar] está em dívida com a cantora. Ou seja: reforçando uma história mentirosa, queimando em praça pública o bom nome do autor, que por ser uma 'drag queen' já sofre toda sorte de preconceitos", justificou o jurídico de Vittar que pede R$ 120 mil como forma de indenização, segundo pontua a matéria do UOL.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da cantora drag queen disse que não comenta sobre o caso. Já a Serasa, ainda não deu um posicionamento até o momento desta publicação.

RELEMBRE A BRIGA
A briga aconteceu quando Anitta e Pabllo Vittar lançaram o videoclipe da música "Sua Cara" com o DJ Diplo em 2017. Anitta acusou a colega de não ter pago nenhuma parte da produção audiovisual que foi gravada em Marrocos e custou mais de US$ 70 mil (cerca de R$ 250 mil na época), segundo um áudio vazado por Leo Dias.

Após a gravação, Pabllo teria pedido um cachê alto para participar de uma edição da festa Combatchy, criada pela própria Anitta, o que teria gerado a resposta em áudio. "O jato era caríssimo, o clipe eu tava pagando sozinha, muito pão dura, entendi. Pão dura ia ser, se eu pegasse e falasse assim: 'Não, eu não vou pagar clipe nenhum, faz de qualquer jeito'. Agora o clipe caro pra cacete, US$ 70 mil. US$ 70 mil, amor! Sou pão dura?", dizia ela no áudio.

Após isso, as duas quase não tocaram no assunto, mas Vittar chegou a dizer que não tinha raiva de Anitta, apesar de elas não se falarem nem serem amigas. Anitta também já disse que reconhece o talento da drag queen, mas que não deseja mais contato com ela.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Covid-19: Taxa de isolamento social no Recife cai para 45%
05/06: Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Manifestações por morte de garoto, Weintraub presta depoimento na PF e inquérito de facada arquivado
Covid-19: Brasil tem novo recorde diário de mortes
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco