Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

CRIME

Mãe e filho são mantidos em cárcere privado por pai da criança e pelo avô no DF

Publicado em: 06/04/2020 22:31

Na casa, a polícia encontrou duas armas e porções de droga (Foto: PCDF/Divulgação)
Na casa, a polícia encontrou duas armas e porções de droga (Foto: PCDF/Divulgação)
Pai e filho foram presos, nesta segunda-feira (6), acusados de manter uma mulher e um bebê de 2 anos e três meses em cárcere privado, no Condomínio Porto Rico, em Santa Maria, no Distrito Federal. A denúncia partiu do Conselho Tutelar de Santa Maria Sul, após a jovem ligar escondido e solicitar ajuda aos conselheiros. 

Segundo investigações, a moça, que não teve a identidade revelada, mantinha um relacionamento com o rapaz, de 25 anos, há cerca de quatro anos. “O casal já teve problemas anteriores. Ele (suspeito) tinha ocorrências registradas por injúria, ameaças e violência doméstica”, detalhou o delegado da 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) Gabriel Oliveira, ao Correio. 

Na última briga do casal, a mulher teria sido agredida pelo companheiro e fugido para a casa de parentes em Santa Maria. “Ele, não convencido, foi até a residência, ameaçou os familiares, efetuou disparos de arma de fogo na casa e levou a namorada a força”, contou o investigador.

Em depoimento à polícia, a moça relatou que os xingamentos e ameaças persistiram. Segundo ela, o namorado dizia que, se fugisse, mataria ela, o filho (do casal) e jogaria as partes do corpo para a polícia pegar.

Denúncia e prisão
De acordo com o delegado, em um momento de distração do rapaz, a jovem conseguiu ligar ao Conselho Tutelar e denunciá-lo. Ao chegar à residência do casal, a polícia encontrou a mulher no quarto com o filho. “Ela confirmou a história e afirmou que estava sendo impedida de sair”, disse Gabriel Oliveira. 

Na casa, agentes encontraram duas armas, um revólver calibre 38 e uma calibre 40, além de 36 munições, um facão e várias porções de maconha. “Uma das armas estava em uma cômoda. As drogas e uma pistola estavam dentro de uma tomada falsa, que ele havia criado para esconder” afirmou o delegado. 

O acusado administrava uma distribuidora de bebidas e usava do local para traficar drogas, conforme informaram os vizinhos. O pai do suspeito também foi preso. Ele morava na residência e, segundo a polícia, era conivente com as ameaças. Ele cumprirá pena por posse irregular de arma de fogo e munição, tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

O acusado responderá pelos crimes de injúria, ameaça, cárcere privado, posse irregular de arma de fogo e munição, tráfico de drogas e associação para o tráfico. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Resumo da semana: brasileiros vetados nos EUA, Bolsonaro x STF e natimorto com Covid-19
29/05: Manhã na Clube com Rhaldney Santos
A pandemia em Pernambuco - notícias de 28/05
Ciência e quarentena: você pode ajudar a mapear anfíbios urbanos
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco