Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

Pandemia

SES diz que paciente do Hospital Maria Lucinda morreu de Influenza A

Publicado em: 30/03/2020 12:06 | Atualizado em: 30/03/2020 13:54

 (Foto: reprodução WhatsApp)
Foto: reprodução WhatsApp
A Secretaria Estadual de Saúde informou que os testes nas amostras do paciente de 57 anos que morreu no último dia 23 de março no Hospital Maria Lucinda deram negativo para Covid-19 e positivo para Influenza A. O homem estava internado há dois dias.

A declaração de óbito, assinada pela médica que acompanhou o paciente na unidade de saúde, colocou três possibilidades para a morte: síndrome respiratória aguda, Covid-19 e pneumonia comunitária não-especificada. Informações que foram repetidas no atestado de óbito.
 
A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) notificou o hospital sobre a incorreção no preenchimento da declaração de óbito e encaminhou cópia do exame que identificou a testagem positiva para Influenza A e negativa para Covid-19, do referido paciente.
 
A SES disse que esse caso nunca constou nas estatísticas de mortes por Covid-19 divulgadas pela Secretaria Estadual de Saúde. Os óbitos pelo novo coronavírus não são contabilizados a partir de atestados, mas sim por testagem realizada pela Vigilância Epidemiológica do Estado.
 
Até o último boletim divulgado no domingo (29/03), os óbitos em Pernambuco eram de: homem de 79 anos e homem de 69 anos (ambos falecidos no Hospital Português), homem de 82 anos (falecido no Hospital dos Servidores), homem de 85 anos (falecido no Hospital Oswaldo Cruz) e mulher de 69 anos (falecida no Hospital São Marcos).
 
"A Secretaria Estadual de Saúde lamenta a utilização do momento de dor de famílias que acabam de perder seus entes queridos com objetivos políticos. Além disso, recomenda à população que se informe através dos canais oficiais para não divulgar notícias falsas", diz uma nota da SES.

O caso do paciente circulou nas redes sociais no final de semana em formato de fake news. A informação era de que um borracheiro, primo de um porteiro, morreu em um acidente de trabalho e seu atestado de óbito tinha como causa o novo coronavírus (Covid-19).

Em posts no Twitter, muitos usuários declararam ser próximas ao homem que faleceu e narraram o caso com a seguinte frase: "Gente! O primo do porteiro aqui do prédio morreu porque foi trocar o pneu do caminhão e o pneu estourou no rosto dele. Receberam o atestado de óbito como se fosse o covid-19. Eles estão indignados." Os disseminarores da fake news alegavam que a intenção da informação contida no atestado de óbito era prejudicar o presidente Jair Bolsonaro.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Resumo da semana: criança morre ao cair de prédio e reabertura pós-quarentena
05/06: Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Covid-19 põe indígenas amazônicos em grande risco
Covid-19: Taxa de isolamento social no Recife cai para 45%
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco