Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Últimas

CORONAVÍRUS

Empresários doam equipamentos de proteção individual reutilizáveis a hospitais no Recife

Publicado em: 30/03/2020 13:43 | Atualizado em: 30/03/2020 14:23

 (Divulgação)
Divulgação
Na luta para combater a pandemia de Covid-19, profissionais de saúde do estado ganharam um apoio vindo da iniciativa privada. Um grupo de empresários ligados ao Núcleo Internacional de Associações de Comerciantes - Niac Brasil produziu 300 unidades de face shields, que são escudos faciais utilizados durante atendimento aos pacientes, como forma de reforçar prevenção contra a contaminação do coronavírus.

Na manhã desta segunda-feira, 100 unidades do equipamento de proteção individual (EPI) foram entregues ao Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira, responsável por administrar unidades médicas que realizam atendimento de pacientes com suspeita de Covid-19, como o Instituto Materno Infantil, o Imip, e Unidades de Pronto Atendimento, as UPA's.

"Os EPI's de escudo facial, ou face shield, fazem parte de um projeto desenvolvido em tecnologia em domínio de hardware aberto, onde os proprietários e empresas com impressora 3D e corte a lazer podem ter acesso para produzir em qualquer lugar do mundo", explicou o presidente do Núcleo Social e dono da empresa responsável pela impressão dos equipamentos, João Couto.

O escudo facial, como o próprio nome sugere, tem como principal função proteger o rosto de médicos e enfermeiros em ato de atendimento, sobretudo em situações em que o paciente tenha algum tipo de secreção com tosse ou espirro, que possam conter partículas contaminadas com o coronavírus. Além disso, podem ser reutilizados após a devida esterilização.

"É uma barreira física e podem ser higienizadas a qualquer momento com hipoclorito de sódio, a água sanitária, como também podem ser submetidos a qualquer outro tipo de esterilização, em raio ultravioleta, por exemplo, porque é um material resistente", garante João Couto.

As 200 unidades restantes devem ser entregues nos próximos dias em outras unidades de saúde, como o Hospital Tricentenário de Olinda e a rede privada Unimed Recife. "Como  foram orientados no momento da pandemia para fazer essa produção, a iniciativa veio dessa parceria do Niac Brasil com o setor da área social da instituição", completou o empresário.
TAGS: imip | coronavirus | recife |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Resumo da semana: criança morre ao cair de prédio e reabertura pós-quarentena
05/06: Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Covid-19 põe indígenas amazônicos em grande risco
Covid-19: Taxa de isolamento social no Recife cai para 45%
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco