Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Últimas

Violência

Suspeito de assassinar Leandra Gennifer é preso pela polícia

Publicado em: 18/02/2020 19:55 | Atualizado em: 18/02/2020 21:03

 (Foto: Reprodução/Instagram)
Foto: Reprodução/Instagram
O suspeito de assassinar Leandra Gennifer da Silva, 22 anos, foi preso, nesta terça-feira (18). A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia da 6a Circunscrição - Cordeiro, cumpriu o mandado de prisão preventiva por feminicídio expedido pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), por volta das 17h. Raphael Cordeiro Lopes, de 32 anos, foi preso no bairro da Madalena, Zona Oeste do Recife, e encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. 
 
A prisão preventiva havia sido solicitada pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) à justiça na última segunda-feira (17), acatando uma pedido feito pela Polícia Civil na última sexta-feira (14). O inquérito criminal foi distribuído para a 3ª Vara do Tribunal do Júri da Capital e chegou à unidade na manhã desta terça-feira (18). 

O juiz titular, Abérides Nicéas de Albuquerque Filho, acatou o pedido de prisão preventiva. Ele também decretou segredo de justiça para o caso. Raphael, que é comerciante, chegou a comparecer na manhã da última sexta-feira (14) à Delegacia do Cordeiro. Acompanhado por dois advogados, ele teria ficado em silêncio durante o depoimento. Como já havia passado o período previsto em lei para prisão em flagrante, foi liberado em seguida. Raphael foi indiciado por feminicídio qualificado, por motivo fútil, no inquérito civil conduzido pelo delegado João Gustavo Godoy.
 
No último dia 11, a família de Leandra Gennifer chegou a fechar os dois sentidos da Avenida Caxangá, no Cordeiro, para protestar contra a morte dela e pedir a prisão do suspeito. Com cartazes nas mãos, eles passaram cerca de uma hora protestando. Nesta terça-feira (18), diante da prisão preventiva, o pai de Leandra, André Antônio da Silva, disse estar aliviado. "Agora estou mais tranquilo. Foi feita a justiça de Deus e a do homem aqui na terra, Era só uma questão de dar tempo ao tempo. Estamos mais confiantes e tranquilos", disse.
 
SAIBA MAIS
 
Segundo ele, o delegado ligou para a família logo após a prisão de Raphael. "A polícia já sabia onde ele se encontrava, mas faltava o mandado. A partir de agora, vamos tentar voltar à vida, ao trabalho, e esperar o julgamento. Queremos saber quantos anos ele vai pegar", contou. 

Desde a última sexta-feira, quando Raphael havia sido liberado pela polícia, a família vivia em meio à angústia, esperando pelo momento da prisão. "A gente estava com aquela fúria de saber que ele estava na rua, podendo fazer outras vítimas. Um camarada que faz isso com a própria mulher, a mãe do filho dele, está sujeito a tudo. A gente quer ver ele pagar. Isso não vai trazer minha filha de volta, a ausência dela ainda é grande e isso vai durar muitos anos, talvez nunca passe. Mas Deus dá o conforto. Ele tem nos dado força desde que aconteceu tudo", acrescentou.  
 
Entenda o caso
 
Após voltar do bloco carnavalesco De Bar em Bar, em Olinda, na madrugada de domingo (9), Raphael, que estava em um relacionamento com Leandra há três anos, teria engatado em uma briga por ciúmes. Leandra havia deixado seu filho com uma amiga para ir à festa com o seu marido. Por volta das 6h, Raphael teria aparecido na casa da moça que cuidou o bebê afirmando que “tinha feito uma besteira”.

De acordo com a amiga, Raphael relatou que brigou com a vítima na frente do filho, sacou uma arma e acertou “acidentalmente” em Leandra. A mulher ainda foi socorrida por um vizinho e a amiga, que tentaram a levar de carro até o Hospital Getúlio Vargas, mas a vítima não resistiu e morreu no caminho.

O Instituto de Criminalística (IC) foi até a residência onde houve o crime realizar perícia. De acordo com os peritos, dois disparos foram efetuados. Um tiro atingiu Leandra e uma outra bala ficou alojado na parede. Para a polícia, esse fato contradiz o argumento do suspeito, de que o tiro teria sido acidental.  
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
A pandemia em Pernambuco - destaques de 7 de abril
Saiba como solicitar auxílio emergencial de R$ 600
#FicaEmCasaComODiario: o universo em madeira de Mestre Cunha
A pandemia em Pernambuco - destaques de 6 de abril
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco