Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Últimas

Carnaval

Galo Gigante de 2020 já está de pé na Ponte Duarte Coelho

Publicado em: 21/02/2020 08:26 | Atualizado em: 21/02/2020 09:09

Foram mais de 50 horas para a montagem completa do Galo Gigante. (Thamyres Oliveira/Esp. DP.)
Foram mais de 50 horas para a montagem completa do Galo Gigante. (Thamyres Oliveira/Esp. DP.)
Já está de pé a escultura do Galo Gigante na Ponte Duarte Coelho. Um dos símbolos máximos do carnaval pernambucano, a escultura levou mais de 50 horas para ser erguida, sendo concluída na madrugada desta sexta-feira (21). Em 2020, a alegoria traz os conceitos da tecnologia, cultura popular, sustentabilidade e do colorido da arte circense e conta com painéis e placas de LED, reforçando a pegada tech.

O artista plástico Leopoldo Nóbrega assina a escultura do Galo pela segunda vez: "É uma experiência imensa fazer de novo. É lindo. É experimental, como meu trabalho, e sustentável, como acredito que deve ser". Dois pontos definem a alegoria - criança e circo. "A inspiração foi sendo trabalhada com muitas mãos, muitas cabeças. Mais de 700 crianças pintaram uma pequena parte da fantasia do Galo. Então, isso é um material rico. Aproximamos muita gente numa experiência de cocriação", acrescenta.

A repercussão da escultura é positiva nas ruas. Todo ano a professora Maria das Neves de Menezes, de 67 anos, vai até a ponte na sexta-feira de carnaval para tirar uma foto com o Galo Gigante. "Esse ano eu achei lindo. No capricho mesmo. Está de parabéns", elogia.

A aposentada Maria José, 66, acredita que é a alegoria mais bonita dos últimos 20 anos. "Está belíssimo. Moro desde 2000 no Recife e, sinceramente, está lindo. Inclusive, ano que vem, poderiam colocar ele com as asinhas abertas", sugere.
Galo Gigante de 2020 tem assinatura de Leopoldo Nóbrega. (Thamyres Oliveira/Esp. DP.)
Galo Gigante de 2020 tem assinatura de Leopoldo Nóbrega. (Thamyres Oliveira/Esp. DP.)

Números
A expectativa da organização do Galo da Madrugada é de levar mais de dois milhões de foliões para as ruas do centro do Recife. Desde 1994, o bloco aparece no Guiness Book como o maior do mundo. 30 trios elétricos e 6 carros alegóricos irão trazer mais de 40 atrações para o público.

Este ano, a organização do evento optou por não revelar a ordem dos desfiles e apresentações. Mas estão previstos números musicais de Romero Ferro, Michele Melo, Pabllo Vittar, Marcelo Falcão, André Rio, Elba Ramalho, Margareth Menezes, Armandinho, Almir Rouche, Gustavo Travassos, Fafá de Belém, Nádia Maia, Geraldinho Lins, Gerlane Lops, Cristina Amaral, Nena Queiroga, Quinteto Violado, Catarina Rosa, Som da Terra, Benil, Irah Caldeira e Nono Germano, por exemplo.

Às 9h, o cortejo inicia, saindo da Travessa do Forte, com a tradicional anunciação dos clarins e trombetas dos carros alegóricos. Este ano, eles contarão a história da xilogravura e da literatura de cordel, com desenhos assinados por Ary Nóbrega. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
De 1 a 5: Pratique Pilates em casa
Isolamento social ignorado em Goiana
O Recife que eu vi:  idosos compartilham memórias fotográficas
Resumo da semana: idosa curada da Covid, suspensão de impostos, bebê infectado e casamentos virtuais
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco