Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Últimas

PROCURA

Intensa busca por avião militar chileno que desapareceu quando seguia para Antártica

Por: AFP

Publicado em: 10/12/2019 10:41

 (Foto: Javier Torres/AFP)
Foto: Javier Torres/AFP
Aviões e barcos de resgate de vários países procuravam nesta terça-feira uma aeronave da Força Aérea do Chile (FACH) que desapareceu na segunda-feira com 38 pessoas a bordo quando seguia para a Antártica.

O avião Hércules C-130 decolou às 16H55 de segunda-feira da base Chabunco da FACH em Punta Arenas (3016 km ao sul de Santiago, no extremo austral do Chile), rumo à base Eduardo Frei na Antártica e perdeu comunicação por rádio às 18H13.

O avião foi declarado "danificado" após sete horas do incidente, informou a FACH, que indicou que o C-130 tinha combustível para permanecer no ar até 0H40 de terça-feira.

"Uma amerissagem é possível", afirmou Eduardo Mosqueira, comandante da IV Brigada Aérea em Punta Arenas.

No boletim divulgado nesta terça-feira, a FACH informa que os "trabalhos de busca foram intensificados", com a ajuda de 13 aviões, incluindo duas aeronaves C-130 da Força Aérea do Uruguai e da Argentina, dois navios mercantes e dois da Marinha do Chile.

A bordo do C-130 Hércules viajavam 38 pessoas - 17 tripulantes da aeronave e 21 passageiros -, incluindo 15 oficiais da FACH, três do Exército, dois funcionários da empresa privada de construção Inproser e um funcionário da Universidade de Magallanes.

As pessoas viajavam para cumprir tarefas de apoio logístico na base Eduardo Frei, a maior do Chile na Antártica: a revisão do oleoduto flutuante de abastecimento de combustível da base e o tratamento anticorrosivo das instalações.

Parentes das pessoas a bordo seguiram para a base área Los Cerrillos, na região metropolitana de Santiago, aguardar notícias da busca.

A aeronave perdeu comunicação quando sobrevoava o mar de mar de Drake, uma passagem marítima entre o continente americano e a Antártica, considerado pelos marinheiros como a mais tempestuosa do planeta.

"As condições meteorológicas para voar eram boas, por isto o voo foi planejado", disse Francisco Torres, diretor de operações da FACH. 

A FACH declarou "estado de alerta pela perda de comunicação" e ativou uma operação de resgate com aeronaves e navios da Marinha para "resgatar possíveis sobreviventes".

O avião tem sistema ELT que indica sua posição por satélite, mas durante a madrugada o dispositivo não permitiu localizar a aeronave.

O presidente Sebastián Piñera se declarou "consternado" com o acidente e cancelou a viagem a Buenos Aires nesta terça-feira para assistir à posse do presidente argentino Alberto Fernández. Ele pretende monitorar a operação de busca, que é coordenada pelo ministros da Defesa, Alberto Espina. 

"Acabo de falar com o presidente eleito da Argentina Alberto Fernández para informar que não poderei comparecer à mudança de comando hoje. Confirmou que em breve fará uma visita oficial ao Chile", escreveu no Twitter.

Piñera também conversou com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que ofereceu a ajuda do país na operação de resgate no extremo sul do Chile, informou a porta-voz do governo, Karla Rubilar.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Dona Maria: a mulher por trás da personagem
In Set: eternize momentos com a Verde Joias
O estudante que tirou nota máxima na redação do Enem
João Alberto entrevista Fernando Cerqueira
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco