Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Últimas

PREVISÃO

Aliança pelo Brasil deverá ter mais de 10 mil adesões em Pernambuco

Publicado em: 10/12/2019 11:21

 (Bruna Costa/Esp. DP FOTO)
Bruna Costa/Esp. DP FOTO
Pernambuco deverá ter mais de 10 mil adesões para a criação do novo partido denominado de Aliança pelo Brasil, anunciou, ontem, o presidente da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), Gilson Machado Neto, ao presidir a primeira reunião da Executiva Estadual da nova legenda, no Recife, no auditório do Hotel Jangadeiro, em Boa Viagem.

Gilson Machado afirmou também que o seu principal objetivo com o partido é fortalecer cada vez mais o movimento conservador no Brasil “porque só através da livre iniciativa, do fortalecimento das empresas privadas, é possível se manter uma democracia com excelentes frutos para sua população e o exemplo maior é os Estados Unidos”. “Todo mundo só quer ir para os Estados Unidos, ninguém quer se mudar para Cuba ou Venezuela”, destacou. Saudado como o futuro presidente estadual da Aliança pelo Brasil, ele disse aos participantes da reunião que, a partir de agora, todos terão um desafio pela frente, que comparou a um novo tipo de esporte.

“Vamos converter não os petistas ou os esquerdistas, vamos converter os pernambucanos que foram ludibriados pela esquerda”, afirmou, recebendo os aplausos da platéia formada por mais de 250 pessoas, entre empresários, estudantes, trabalhadores de vários setores que vieram de municípios, como Jaboatão dos Guararapes, Garanhuns Caruaru, Petrolina e Afogados da Ingazeira, entre outras.

Destacando que cada um dos presentes pagou do próprio bolso para participar da reunião e “aqui não tem mortadela”, Machado disse que todos ali estavam participando da reconstrução do um país que foi entregue como terra arrasada. “ Estou feliz em poder ajudar a mudar o Brasil e posso garantir que a Aliança pelo Brasil será o maior partido da América Latina”.

O Coronel Meira, um dos organizadores do novo partido, foi um dos oradores. Disse que, a partir de agora, começa a trabalhar para orientar os militantes e tirar dúvidas. “Vamos mostrar que os pernambucanos querem um novo partido para enfrentar esse governador e esse prefeito que estão aí, porque Pernambuco é a maior máquina de lavar dinheiro do Brasil, a polícia está investigando e os dois vão terminar na prisão”, disse, conclamando todos a ficar unidos porque “só unidos conseguirão a vitória”.

Durante o evento, que começou pouco depois das 17h e só terminou após as 21h, alguns dos participantes comentaram sobre nomes que poderão ocupar a presidência nacional da legenda. Entre eles o próprio presidente Jair Bolsonaro, o filho dele, o senador Flávio Bolsonaro e o deputado federal, o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança, que hoje está no PSL. Segundo alguns participantes, ele deixará o partido na época da janela partidária e voltará a se juntar ao presidente na nova legenda.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Sobre Vidas - as Mulheres Pró-Ativas de Rio Azul
DP Auto: conheça o Novo Audi Q3
On Trend: Dicas de produção e cuidados para o Carnaval
Resenha SuperEsportes: Kobe Bryant e a rodada esportiva
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco