Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

CELEBRIDADES

Robin Thicke é acusado de assédio sexual por Emily Ratajkowski

Publicado em: 04/10/2021 18:23

 (Foto: Reprodução/Youtube)
Foto: Reprodução/Youtube
A modelo norte-americana Emily Ratajkowski acusou o cantor Robin Thicke de apalpar seus seios sem permissão durante a gravação de Blurred lines, o maior sucesso do artista. A alegação foi feita na biografia My body, que teve alguns trechos reproduzidos pela revista Rolling Stone.

Na biografia, a modelo explica que aceitou gravar nua porque confiava na diretora, Diana Martel, mas as coisas saíram de controle quando Robin chegou no set de gravações bêbado. "De repente, do nada, eu senti a pele gelada das mãos de alguém envolvendo meus seios nus. Eu instintivamente me afastei, olhei para trás, e vi que era Robin Thicke. Ele deu um sorriso debochado e alguns passos para trás, os olhos escondidos pelos óculos escuros. Minha cabeça se virou para o outro lado quando ouvi a voz de Diane gritando: 'Você está bem?’”, relatou a modelo na biografia.

Emily conta que ainda não havia feito a acusação publicamente e oficialmente porque não queria pensar no ocorrido, e também estava prezando pela imagem da diretora Diana, que tentava criar um local seguro e confortável para modelos.

Blurred lines liderou as paradas em todo o mundo, tornando-se a música mais baixada do Reino Unido de todos os tempos em 2014, mas sua letra e videoclipe foram criticados por alguns que alegaram referências ao sexo não consensual. Pharrell Williams, que participou da canção, admitiu mais tarde que ficou "envergonhado" com a letra.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Destaque do Náutico, meia Jean Carlos completa 100 jogos com a camisa alvirrubra
Baixas na equipe de Guedes
Trump anuncia planos para lançar nova rede social
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
Grupo Diario de Pernambuco