Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

ARTES CÊNICAS

Doutores da Alegria encenam histórias vividas no Hospital Oswaldo Cruz

Publicado em: 14/10/2020 14:54 | Atualizado em: 14/10/2020 15:11

Dr. Wago e Dra. Monalisa compõem o time do Doutores da Alegria (Foto: Doutores da Alegria/Divulgação)
Dr. Wago e Dra. Monalisa compõem o time do Doutores da Alegria (Foto: Doutores da Alegria/Divulgação)

Ao longo de 29 anos de atuação nos hospitais públicos do país, sendo 18 deles no Recife, os atores do projeto Doutores da Alegria experienciaram várias intervenções em leitos pediátricos, vivendo episódios alegres, emocionantes, reflexivos e também tristes. Algumas dessas histórias vão fazer parte da edição de outubro do Conta Causos, marcada para esta sexta-feira (16), ao vivo, às 19h, no canal do Doutores da Alegria no YouTube e na página do Facebook.

A contação vai ficar sob a responsabilidade de Dra. MonaLisa (Greyce Braga) e Dr. Wago Ninguém (Wagner Montenegro), ambos do Recife, e dos Dr. Zapatta Lambada (Raul Figueiredo), Dr. Cavaco (Anderson Machado – SP), Dra. Manela (Paola Musatti-SP) e Dra. Tutty Bolot´s (Suzana Aragão), da unidade São Paulo. A direção é de Ronaldo Aguiar, diretor artístico da associação.

Do Recife, serão contadas duas histórias de personagens chamados José. Um deles era paciente do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, no bairro de Santo Amaro. Dra. Monalisa e Dr. Dud Grud decidiram apostar na estratégia da "dupla sertaneja" para conquistar o menino, que estava deitado na cama, fingindo que dormia. Mas, na primeira estrofe daquela cantoria, José abriu o olho e avisou que iria chamar a polícia. Na segunda visita, os palhaços queriam provar que tinham alguma habilidade musical. Ainda assim, provavelmente com razão, José não gostou do que ouviu. O menino se divertiu mesmo foi com as trapalhadas dos palhaços fugindo da "polícia". 

O segundo José tinha uma função muito importante no Hospital Oswaldo Cruz: era porteiro. Em uma certa manhã, numa conversa com Dr. Wago Ninguém, palhaço e porteiro compartilharam medos, numa história de atenção e sensibilidade que fala bastante sobre o momento que estamos vivenciando nestes últimos meses.

A realização do Conta Causos através das plataformas digitais é uma das ações propostas para que a relação entre palhaços e pacientes, além do público em geral, possa estar viva mesmo em tempos de distanciamento social. Desde abril, a associação começou a postar a série Delivery Besteirológico, vídeos criados pelos artistas em confinamento, com foco no público hospitalar.

Mais de cem vídeos já foram publicados na TV Doutores. Também estão acontecendo lives quinzenais com os palhaços e ações especiais, como a websérie de São Joãozinho e o primeiro festival virtual da associação, o Festival Miolo Mole, realizado ao vivo, com sete horas de programação. O Conta Causos é apresentado e tem realização do Ministério do Turismo, através da Secretaria Especial da Cultura.

SERVIÇO
Doutores da Alegria em Conta Causos ao vivo
Onde: Perfis do Doutores da Alegria no Youtube (/tvdoutores) e no Facebook (@doutores)
Quando: sexta-feira (16), às 19h
Quanto: Gratuito
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Dr Carlos Romeiro, ortopedista
Rhaldney Santos entrevista Celso Muniz (MDB)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #181 - Tiops de rins dos vertebrados
Rhaldney Santos entrevista Dr. Felipe Dubourcq, urologista
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco