Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

PERNAMBUCO

Fundaj firma parceria com quatro instituições para novos projetos

Publicado em: 28/08/2020 12:53 | Atualizado em: 28/08/2020 12:54

Foto: Fundaj/Divulgação (Fachada do Solar Francisco Ribeiro Pinto Guimarães
)
Foto: Fundaj/Divulgação (Fachada do Solar Francisco Ribeiro Pinto Guimarães )

O Ministério Público Federal (MPF), a Academia Pernambucana de Letras (APL), a Faculdade de Direito do Recife da Universidade Federal de Pernambuco (FDR/UFPE) e a Defensoria Pública de Pernambuco (DPPE) agora são parceiras da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). Por meio de compromissos em benefícios mútuos, a partir da cooperação com essas instituições, a Fundaj potencializará suas pesquisas, promoverá diferentes palestras culturais e técnicas, oferecerá novos cursos e ampliará o seu público.

"Em meio a este período desafiador para a história da humanidade, a Fundaj tem buscado superar obstáculos a fim de ir ainda mais longe. Não paramos. Continuamos nos empenhando em oferecer o nosso melhor como instituição pública que somos. Para isso, como uma frente de nossas iniciativas, firmamos parcerias com organizações que se alinham com nossas visões. A partir desses acordos, expandiremos nossos trabalhos, pretendendo desenvolver projetos compromissados com as questões sociais, diversidade cultural e democratização do conhecimento", afirmou o presidente da Fundaj, Antônio Campos.

As parcerias

Na parceria com o Ministério Público Federal (MPF), a Fundaj oferecerá seus dados científicos à uma rede intersetorial de ciência, tecnologia e inovação para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Além de contar com o MPF e a Fundaj, a rede será composta pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e Porto Digital. A iniciativa visa a prevenção e o controle da pandemia da Covid-19 e suas consequências sociais e econômicas. Isso em apoio às autoridades da União, dos Estados e dos Municípios, integrantes do Sistema Único de Saúde (SUS) e do Sistema Nacional de Vigilância em Saúde, e aos demais segmentos da sociedade afetados pela pandemia. Futuramente, esse trabalho servirá para que o País possa enfrentar, em melhores condições, possíveis novas epidemias e pandemias.

Com a centenária Academia Pernambucana de Letras (APL), a parceria foi firmada por meio da Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (Dimeca) da Fundaj. Em conjunto, serão realizados cursos, conferências, visitas comentadas à APL e apresentações musicais com explicações. Inicialmente, acontecerão oito palestras online, no formato digital utilizado pela Fundaj. As atividades serão ministradas por acadêmicos da APL, no período de 16 de setembro a 11 de novembro deste ano, sempre nas quartas-feiras. Nomeados de “Celebrações da Memória”, esses eventos digitais terão palestras sobre grandes personalidades do universo literário como Carlos Pena Filho, João Cabral de Melo Neto, Gilberto Freyre e Clarice Lispector.

Já o acordo de cooperação com a Faculdade de Direito do Recife (FDR), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), objetiva a realização de eventos online para a difusão de temas relacionados às reformas do Estado Brasileiro. Dessa vez, a parceria foi mediada pela Diretoria de Formação Profissional e Inovação (Difor) da Fundaj. As ações conjuntas das duas instituições também trabalharão temas relacionados a inovação em políticas públicas e em gestão pública. Temáticas como o novo marco legal das agências reguladoras, a nova lei em licitações e contratos públicos e a proposta de uma modernização na legislação das parcerias público-privadas e concessões de serviços públicos serão abordadas nos webinários.

Também foi firmado um acordo de cooperação técnica com a Defensoria Pública de Pernambuco (DPPE), por meio da Difor. A cooperação entre as partes será no âmbito de promover cursos de capacitação profissional para qualificar defensores, servidores, terceirizados e estagiários da DPPE. A ideia é realizar também uma formação complementar sobre ciências sociais e humanas com os pesquisadores da Fundaj. Além disso, com dados fornecidos pela DPPE, a Fundaj poderá realizar pesquisas sociais para subsidiar as autoridades governamentais na elaboração e monitoramento de políticas públicas. Um outro fruto do acordo entre as duas instituições será o oferecimento de ações culturais para as comunidades vulneráveis atendidas pela Defensoria. Eles poderão participar de sessões de cinema e atividades do Educativo do Museu do Homem do Nordeste (Muhne).

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista o candidato à prefeitura do Recife Coronel Feitosa (PSC)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #162 Anelídeos: segmentação corporal e parapódios
De 1 a 5: Dicas para a sua bicicleta ser seu transporte diário
Ministério da Saúde autoriza volta parcial da torcida na Série A
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco