Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

OPERAÇÃO

CPRH realiza Operação Despertar do Curupira e regata animais silvestres

Publicado em: 13/06/2022 16:57

 (Foto: Divulgação. )
Foto: Divulgação.

Com o objetivo de coibir a caça, o comércio e a posse ilegal de animais silvestres na Área de Proteção Ambiental (APA) Serras e Brejos do Capibaribe, nos  municípios de Belo Jardim e Brejo da Madre de Deus,  no Agreste de Pernambuco, a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), coordenou, no último final de semana (dias 11 e 12 de junho), a segunda fase da Operação Despertar do Curupira, que regatou  66 animais silvestres criados ilegalmente, inclusive quatro  Jandaias, espécie ameaçada de extinção. Foram lavrados 16 autos de infração, que geraram o valor total de 36 mil reais de multas.

“Nós realizamos campanhas educativas, na tentativa de conscientizar a população sobre a prática criminosa da criação ilegal de animais silvestres. Mas, a CPRH tem também a obrigação de fiscalizar a unidade de conservação. E criar animais silvestres ilegalmente é uma ação nociva aos animais. Um crime ambiental, passível de multa. Nas fiscalizações, o que encontramos de errado, aplicamos a lei”, comentou o Chefe do Setor de Administração das Unidades de Conservação da CPRH, Cosme Castro Júnior. Os animais resgatados foram encaminhados para o Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetras Tangara) administrado pela CPRH.

Durante a operação, que contou com a participação de agentes da Delegacia do Meio Ambiente (Depoma), da Companhia Independente do Meio Ambiente (Cipoma) e do 24° Batalhão de Polícia local do município de Brejo da Madre de Deus, além do resgate das aves, foram apreendidas 16 armadilhas; três espingardas de calibre 36 - com 50 munições carregadas e 112 deflagradas e três espingardas tipo soca-soca.

A Operação Despertar do Curupira foi planejada e é coordenada pela gerência da Unidade de Gestão das Unidades de Conservação (UGUC) da CPRH. A primeira fase da Operação foi realizada em fevereiro de 2022, no município de Brejo da Madre de Deus, no Agreste, quando foram resgatados do cativeiro 80 animais silvestres e aplicadas multas no valor total de R$ 22 mil, aos infratores. “Estamos fazendo o nosso papel. E gostaríamos muito que a população entendesse a importância dos animais silvestres, para o equilíbrio ambiental. Eles desempenham importante papel na natureza”, enfatizou Cosme Júnior.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Grupo Diario de Pernambuco