Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Secretaria Estadual de Meio Ambiente realiza visita técnica a São José da Coroa Grande

O município, localizado no litoral sul de Pernambuco, possui importantes remanescentes de Mata Atlântica e nascentes de água

Publicado em: 04/05/2022 19:15

 (Foto: Divulgação.)
Foto: Divulgação.
Atento à meta da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) de alcançar pelo menos 30% das áreas terrestre e marinha como espaços de conservação de ecossistemas formalmente protegidos, sendo 10% sob proteção integral, o Estado de Pernambuco vem discutindo estratégias para ampliar o número de unidades de conservação. Com o objetivo de identificar áreas que atendam a esta finalidade, a secretária estadual de Meio Ambiente, Inamara Mélo, junto com a equipe SEMAS, realizou nesta quarta-feira (04/05) uma visita técnica ao município de São José da Coroa Grande, no litoral sul de Pernambuco.

O município possui remanescentes de Mata Atlântica, nascentes de água que alimentam rios da região e aspectos ecológicos que propiciam a conservação de diversas espécies de fauna e flora, algumas ameaçadas de extinção. “A ONU estabelece que 30% de cada bioma deve ser protegido e transformado em unidades de conservação. Para avançar a esse patamar, devemos agir rápido e mapear as áreas que precisam ser transformadas em unidades de conservação, pois temos um patrimônio natural e áreas com grande relevância ecológica que não podem ser perdidos. A isso se junta o desafio de inovar nas formas de gestão que nos assegure a proteção desse patrimônio do povo pernambucano”, ressalta Inamara Mélo.

Pernambuco possui atualmente 90 Unidades de Conservação, das quais 74 são geridas pelo Estado. A Semas lançou, em abril de 2021, o programa UC Pernambuco, o maior conjunto de estudos ambientais em áreas remanescentes de Mata Atlântica e Caatinga do Estado. A iniciativa está beneficiando 47 Unidades de Conservação (UCs) estaduais com pesquisas, elaboração de planos de manejo e criação de conselhos gestores. Os trabalhos abrangem um território de 243,6 mil hectares e devem ser concluídos até janeiro de 2023.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Manhã na Clube: entrevista com Miguel Coelho
Manhã na Clube: entrevista com dr. Antônio Manuel de Almeida Dias, presidente da CESPU Europa
Grupo Diario de Pernambuco