Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

IMPLANTAÇÃO

Noronha vai ganhar fábrica de gelo para a conservação dos pescados

Publicado em: 12/05/2022 16:03

 (Foto: Divulgação. )
Foto: Divulgação.

Nesta quinta-feira (09) foi assinado o Termo de Entrega de Convênio entre a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Adepe), a Administração Distrital e a Associação Noronhense dos Pescadores (Anpesca), para a implantação de uma fábrica de gelo em Fernando de Noronha. A unidade irá facilitar a conservação dos pescados, garantindo dessa forma uma maior segurança sanitária e nutricional, além de contribuir com a produção diária dos profissionais que trabalham com pesca na ilha. O evento aconteceu no Porto de Santo Antônio e contou com as presenças do administrador do arquipélago, Guilherme Rocha, do diretor geral da Adepe, João Suassuna, do diretor de projetos especiais de Noronha, Daniel Bezerra e do presidente da Anpesca, Orlando José de Sousa, além de conselheiros distritais, entre outros.

Com o convênio, serão repassados R$ 437 mil para a Anpesca, para que sejam adquiridos os equipamentos para a instalação da fábrica, que deverá ser concluída em agosto, beneficiando 112 pescadores artesanais associados da entidade.  A unidade, que irá funcionar na própria sede da Anpesca, nas proximidades do Porto de Santo Antônio, contará com maquinário como compressor, condensador, recipientes de líquidos, gerador de gelo, quadro de comando, câmara frigorífica, caixas d’água e demais componentes. Quando estiver em pleno funcionamento, a fábrica vai produzir seis toneladas de gelo por dia, feito a partir de água limpa ou potável. O tipo de gelo produzido será o de escama, mais apropriado para a atender aos requisitos higiênicos e sanitários dos órgãos de vigilância sanitária, necessários para a conservação dos pescados.

O administrador da ilha, Guilherme Rocha, acredita que a cultura de pesca artesanal da ilha vai passar por um crescimento significativo com este estímulo aos profissionais que atuam diariamente nesta função. “Esse é um anseio antigo da Anpesca, a associação mais tradicional da ilha, que sempre precisamos ouvir, atender e ajudar. A associação carrega com ela a história e a tradição de Fernando de Noronha. Então precisamos respeitar e entender que a associação dos pescadores é necessária para a comunidade. Estamos trazendo agora esse investimento importante do Governo de Pernambuco para a concretização do sonho que a fábrica de gelo vai transformar em realidade”.

A pesca, atividade tradicional da comunidade insular, vai ter um ganho expressivo com a criação da fábrica, pois será um apoio importante para a conservação do pescado nas embarcações e também no comércio, para onde o produto é levado e vendido aos clientes. Também será possibilitada uma maior permanência dos barcos no mar em atividade de pesca, já que a quantidade de gelo será correta para o armazenamento dos peixes. Com isso será fortalecida a atividade pesqueira, que envolve uma grande diversidade de atores socioeconômicos, como o turismo e a gastronomia.

“O pescado faz parte do consumo direto para a subsistência, mas também como forma de geração de emprego, renda e a saúde pública. Os pescadores vão conseguir pescar, conservar e vender mais, com segurança alimentar para o consumidor final da ilha. A fábrica vai servir tanto para o ilhéu (para os pescadores), com preço acessível, quanto para o turista que vai consumir um alimento de boa qualidade, garantido bom pescado para a população e alunos das instituições públicas de ensino da ilha que fazem as refeições diariamente nas escolas.”, disse João Suassuna, diretor de fomento, Inovação e Arranjos Produtivos da Adepe.

Bastante emocionado, o presidente da Anpesca, Orlando José de Sousa, vê no investimento da fábrica a esperança em dias melhores para os pescadores noronhenses continuarem exercendo essa atividade tão essencial no arquipélago. Ele falou do sentimento que sentiu após a assinatura do convênio.  “Não tem nada melhor na vida do que isso. Estou feliz, chorando e gritando de alegria. Eu achei que isso nunca iria acontecer e hoje está aí a melhoria sendo compartilhada com tantas pessoas. Tenho fé que tudo será melhor a partir de agora, para nossos barcos e as nossas pescas. Eu agradeço essas pessoas por fazerem essas coisas por nós aqui da ilha”.

A criação da fábrica de gelo faz parte do 5º edital do Programa de Fortalecimento dos Arranjos Produtivos de Pernambuco – Força Local, por meio da Adepe, que tem como objetivo promover o desenvolvimento econômico e social em onze regiões do estado, em setores como pesca artesanal, agricultura familiar, apicultura, aquicultura, avicultura, bovinocultura, cafeicultura, confecção e moda, produção de leite, entre outros, sempre com foco na melhoria dos processos de inovação.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Grupo Diario de Pernambuco