Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

INCÊNDIO

Moradores que tiveram casas atingidas pelo incêndio no Pina encontram-se em reunião na prefeitura do Recife

Publicado em: 09/05/2022 14:37 | Atualizado em: 09/05/2022 15:22

 (Foto: Reprodução/WhatsApp.)
Foto: Reprodução/WhatsApp.

Na manhã desta segunda (09), os moradores do Pina, na Zona Sul do Recife, que tiveram suas moradias atingidas no incêndio ocorrido na sexta (6), foram até a prefeitura do Recife em reivindicar melhorias no valor da indenização oferecida.

De acordo com os moradores eles realizaram um pequeno protesto na frente da prefeitura. Ás 11h foram chamadas 20 pessoas para representarem o grupo na reunião com poder público. 

“Precisamos de um posicionamento. Eu perdi tudo, só fiquei com a roupa do couro. Desde sexta estou com a mesma roupa”, conta um morador. 

A reunião chegou ao fim às 14h34 as partes chegaram em um consenso e o protesto foi cancelado. O grupo volta na quinta-feira (12) para uma nova reunião.

 

“Quinta-feira voltaremos para dizer aquilo que não abrimos mão e que não foi fechado. O valor da indenização, por quanto tempo serão distribuídas as cestas básicas e a quantidade por família. Hoje o dia foi de vitória nossa”, disse uma representante que participou da reunião. 

Até o momento a prefeitura não divulgou nota sobre a reunião.  

 

Incêndio

O incêndio aconteceu na tarde da última sexta (6), entre as pontes Agamenon Magalhães e Paulo Guerra, principais ligações entre a Zona Sul e o Centro do Recife. De acordo com os moradores 40 palafitas foram destruídas.

As causas do fogo ainda não foram de divulgadas, mas o caso segue em investigação. Nesta manhã, peritos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram na área do incêndio.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com Bruno Rodrigues e Débora Almeida
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Grupo Diario de Pernambuco