Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

PROTESTO

Metroviários decidem por estado de greve; entenda

Publicado em: 12/05/2022 08:25 | Atualizado em: 12/05/2022 09:35

Categoria protesta contra privatização do Metrô do Recife. (Divulgação)
Categoria protesta contra privatização do Metrô do Recife. (Divulgação)

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexos do Estado de Pernambuco (SINDMETRO-PE), decidiram entrar em estado de greve, na noite da quarta-feira (11). Os servidores defendem a tarifa social de R$ 2,00 reais para a população e se colocaram contra a privatização (ou estadualização) do metrô. Até a próxima quinta-feira (19), será realizada uma Assembleia Geral para definir os rumos da greve. A decretação do estado de greve não significa parada imediata no transporte.

"Infelizmente não tem verba de custeio e nem de investimento há um bom tempo. Faz 8 anos que isso vem acontecendo. Profissionais competentes nós temos. A situação não é privatizar e sim, recuperar o sistema com mais investimento e verba de custeio", disse o presidente do Sindmetro-PE, Luiz Soares, em uma entrevista publicada pelo sindicato na segunda-feira.


Na noite de ontem, os trabalhadores se reuniram por volta das 18h30, na Praça da Greve da Estação Central do Metrô do Recife, para fazer avaliação e deliberação sobre as condições de trabalho e sobre os investimentos em melhorias prometidos pela CBTU-Recife.

No começo desta semana (9), o Sindmetro-PE se reuniu com o deputado federal Carlos Veras (PT-PE) para protocolar um requerimento de informação, a fim de acompanhar o processo de privatização do metrô. Durante a reunião, o parlamentar se comprometeu a protocolar um requerimento de informação junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional e ao Governo de Pernambuco, no sentido de informar qual a real situação desse processo.

DESAFIOS TÉCNICOS

Os problemas nas operações do Metrô do Recife continuam recorrentes para a população. Durante essas últimas semanas, publicamos diversas matérias relatando os desafios dos usuários do metrô. Neste mês, na segunda-feira (2), a Linha Camaragibe teve as estações fechadas devido a um problema na rede de alimentação de energia. Na quarta-feira (27 de abril), a Linha Centro do Metrô ficou fechada devido ao roubo de cabos de energia. Já no último dia 20 de abril, as estações do Metrô na Linha Centro, no ramal Jaboatão, também ficaram fechadas devido à queda de energia.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Última Volta: GP da Espanha 2022 de F1
Antiproibicionismo: Marcha da Maconha por uma nova política de drogas
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Grupo Diario de Pernambuco