Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

ACORDO

Comunidade afetada pelo incêndio e Prefeitura do Recife entram em acordo

Publicado em: 12/05/2022 18:00 | Atualizado em: 12/05/2022 18:31

 (Foto: Rafael Vieira/DP.)
Foto: Rafael Vieira/DP.
Em nota a Prefeitura do Recife divulgou o acordo após nova reunião, nesta quinta-feira (12), com os representantes da comunidade que teve as moradias atingidas pelo incêndio na última sexta-feira(6). A Prefeitura e a comissão de moradores das palafitas do Pina concordaram com o pagamento do auxílio pecúnia, no valor de R$ 1.500,00, e do auxílio-moradia, no valor de R$ 200,00, a partir do mês de junho, para todas as 180 famílias que vivem no local, independente de terem sido afetadas diretamente pelo incêndio, na semana passada. Também foi acordado que após o pagamento da pecúnia, o local será desocupado, seguindo um plano em comum acordo com os moradores.
Para agilizar os desembolsos, o colegiado vai repassar a listagem dos moradores cadastrados e que necessitam retirar os documentos necessários para acelerar o processo para pagamento dos apoios financeiros. Para os imóveis em alvenaria, técnicos da Autarquia de Urbanização do Recife (URB) realizarão, nos próximos dias, vistorias técnicas nas casas para identificar eventuais benfeitorias a serem indenizadas.
O prefeito João Campos destaca a participação ativa dos moradores no diálogo para construir uma solução definitiva para a localidade. “Iremos construir uma solução definitiva com diálogo e participação ativa dos moradores. Todas as ações de assistência, de saúde e de demais secretarias com atuação no território vão permanecer”, antecipou o gestor. “Quero agradecer a todas as pessoas que participaram de maneira ativa, contribuindo com diálogo e com sensibilidade, se colocando à disposição para ajudar as famílias e a cidade. Nossa equipe segue toda mobilizada e trabalhando, com muito diálogo e tomando as decisões. Com participação a gente vai conseguir construir os melhores caminhos”, acrescenta.
Em paralelo aos auxílios, a Prefeitura do Recife garantiu a continuidade dos mutirões de serviços públicos de Saúde, Assistência Social e Direitos Humanos. Na tarde desta quinta-feira (12) houve entrega de cestas básicas e colchões aos moradores. Já nesta sexta-feira (13), equipes da Secretaria de Saúde e do serviço do Cadastro Único (CadÚnico) também estarão à disposição da população, buscando ofertar consultas médicas, vacinas e atendimentos de saúde bucal, encaminhamentos para emissão de documentação e outras iniciativas, bem como inclusão em programas sociais do Governo Federal. Também foi garantido o direcionamento da população para programas sociais do município.
Representantes das Secretarias de Governo e Participação Social (Segov), Secretaria de Política Urbana e Licenciamento (Sepul), Secretaria Executiva de Defesa Civil (Sedec), Secretaria de Administração (SAD) e Secretaria Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos (SDSJPDDH) reiteraram o objetivo é construir um espaço de convivência para a comunidade, que envolva economia criativa, educação, cultura e geração de emprego e renda, reforçando a vocação econômica pesqueira da localidade. 
 
O incêndio

O incêndio aconteceu na tarde da última sexta-feira (6), entre as pontes Agamenon Magalhães e Paulo Guerra, principais ligações entre a Zona Sul e o Centro do Recife. As causas do fogo ainda não foram de divulgadas, mas o caso segue em investigação. Na manhã da segunda-feira (9), os peritos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram na área do incêndio.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Manhã na Clube: entrevista com Miguel Coelho
Manhã na Clube: entrevista com dr. Antônio Manuel de Almeida Dias, presidente da CESPU Europa
Tite divulga lista de convocado  com uma surpresa
Grupo Diario de Pernambuco