Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

PRISÃO

Polícia prende dois homens da "Gangue de Ouro" no Recife

Publicado em: 25/04/2022 12:44 | Atualizado em: 25/04/2022 13:45

O delegado deu detalhes de como os criminosos costumavam agir na hora da abordagem 
 (Divulgação)
O delegado deu detalhes de como os criminosos costumavam agir na hora da abordagem (Divulgação)
A Polícia Civil de Pernambuco, juntamente com a Polícia Militar, por meio da Delegacia do Espinheiro, efetuou a prisão de dois homens que faziam parte da "Gangue do Ouro" no Recife. O grupo recebeu esse nome depois de ter ficado conhecido por roubar pertences como alianças, pulseiras e relógios de ouro de pedestres nas ruas da capital pernambucana.
 
Um deles, que não teve a identidade revelada, tem 30 anos de idade e foi detido no último dia 20 de abril, no bairro de Campo Grande. Segundo uma nota enviada pela Polícia Civil, ele é investigado por outros crimes semelhantes, também usando arma e uma moto.
 
"O acusado ainda é investigado por outros crimes da mesma natureza e modus operandi, praticados nos últimos meses nos bairros do Espinheiro e Campo Grande, com emprego de arma de fogo e aproximação através de motocicleta", trouxe a nota.
 
O outro homem, que também não teve o seu nome revelado, é seis anos mais novo e também é investigado por envolvimento em outros crimes, de acordo com o delegado Breno Varejão. 
  
"Esses que estão sendo apresentados hoje, possuem mais de um inquérito. Um deles já possuía passagem por outros delitos, e o outro preso possui uma vasta ficha criminal e tem passagens por porte de arma e outros roubos em bairros como Casa Amarela e Casa Forte", disse.
 
O delegado também deu detalhes de como os criminosos costumavam agir na hora da abordagem, quando exigiam que as peças de ouro fossem entregues. 
 
"Eles chegam, normalmente, com motocicleta e dificilmente chegam sozinhos. Geralmente, fica uma pessoa na moto já em condições de partida, enquanto o outro desce da garupa rapidamente, faz menção da arma que está na cintura e exige a entrega da aliança ou de cordão de ouro, pulseira, relógio...", detalhou Breno.

Apesar de não informar quantas pessoas fazem parte da "Gangue do Ouro", Varejão assegurou que as investigações não foram encerradas e se mostrou otimista com a prisão de mais pessoas envolvidas no crime em questão.
 
"As investigações seguem e outras ações de repressão devem ser executadas. Houve um outro cumprimento de mandado de prisão no mês passado, outros indivíduos também estão sendo investigados e até com mandado de prisão sendo avaliado", finalizou.




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Grupo Diario de Pernambuco