Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

RECIFE

Campanha Maio Amarelo ressalta que a atenção às leis de trânsito salva vidas

Publicado em: 30/04/2022 13:54 | Atualizado em: 30/04/2022 14:01

 (Daniel Tavares/PCR)
Daniel Tavares/PCR
Para levar a mensagem de que o respeito no trânsito pode salvar vidas, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Política Urbana e Licenciamento (Sepul) e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), iniciará, neste domingo (1), a campanha do Maio Amarelo, que diz respeito à segurança no trânsito. Será lançado, em parceria com a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global (BIRGS) o Relatório Preliminar de Segurança Viária de 2021, que indica uma queda de 11,9% nas mortes no trânsito desde 2020. Além disso, a Prefeitura do Recife dará início a uma campanha alinhada ao tema anual do Maio Amarelo, e em consonância com o Observatório Nacional de Segurança Viária: Juntos salvamos vidas.

O Relatório Preliminar de Segurança Viária indica os pedestres como as principais vítimas fatais de sinistros de trânsito em 2021 (43%), o que representa uma diminuição percentual em relação a 2020, que foi de 46%. Ao todo, foram identificadas, até o momento, 96 mortes no trânsito de Recife durante o ano de 2021, o que representa uma diminuição de 36,4% nas vítimas fatais no trânsito do Recife desde 2016. Outro dado para ficar alerta é o de mortes de motociclistas, que corresponde a 34%. "Sabemos, com os dados do resultado preliminar de sinistros de trânsito do Recife e analisando os anos anteriores, que pedestres e motociclistas são os principais vitimados no trânsito. E é aí que está o valor de uma política de gestão de dados bem utilizada: todas as equipes da CTTU passaram a focar nos principais fatores de riscos que envolvem pedestres e motociclistas %u2013 como a redução de velocidade e a infraestrutura viária adequada %u2013 para diminuir cada vez mais os feridos no trânsito. E essa é uma meta que, ano a ano, estamos alcançando", explica a presidente da CTTU, Taciana Ferreira.

O relatório destaca, ainda, a taxa de mortalidade por sinistros de trânsito por 100 mil habitantes, que é o principal indicador aferido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Nos últimos seis anos, o Recife teve uma diminuição de 37,9% na taxa de mortalidade no trânsito. Em 2020, a taxa nacional era de 15,3, enquanto a capital pernambucana marcou 6,6. Esses números revelam a eficácia de políticas públicas de fiscalização, educação para o trânsito e infraestrutura viária baseada em evidências científicas alinhadas às melhores práticas de segurança viária praticadas no mundo.

O tema é necessário para ser debatido com toda a sociedade porque os sinistros de trânsito já são a principal causa de morte para a população entre 5 e 29 anos. Em média, a cada 25 segundos, uma pessoa morre em decorrência de sinistros de trânsito no mundo. De acordo com os dados da Secretaria de Saúde do Recife, em 2019, os sinistros de trânsito foram a 7ª causa de mortes na cidade.

A Prefeitura do Recife desenvolveu, ainda, uma campanha educativa de mídia de massa a ser utilizada em televisão, backbus e redes sociais, com mensagens sobre a importância de todos os atores no trânsito praticarem o respeito entre os diversos meios de transportes para que, juntos, possam salvar vidas. A campanha estará no ar durante todo o mês de maio, a começar neste domingo (1).

MAIO AMARELO
Trata-se de um movimento internacional com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. A ação é coordenada entre o poder público e a sociedade civil, com a intenção de colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade. A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida, adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV %u2013 a mais consolidada nacional e internacionalmente. Portanto, a escolha proposital do laço amarelo tem como intenção principal colocar a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar comportamento mais seguro e responsável.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com Dr. Roberto Galvão Filho, oftalmologista
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Grupo Diario de Pernambuco