Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

COVID-19 E INFLUENZA

Hospital da Pessoa Idosa é convertido em unidade exclusiva para doenças respiratórias

Publicado em: 09/01/2022 17:56 | Atualizado em: 09/01/2022 18:04

 (Foto: Leandro de Santana/ DP)
Foto: Leandro de Santana/ DP
Neste domingo (9), o prefeito do Recife anunciou, por meio do seu Instagram, a ampliação do número de leitos destinados exclusivamente ao tratamento de doenças respiratórias como Influenza e Covid-19. O gestor explicou que, no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, além de 40 leitos já convertidos mais 30 serão destinados a pacientes com sintomas gripais ou Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). 

Assim, a unidade de saúde passa a ser exclusivamente utilizada para o tratamento de doenças respiratórias. De acordo com o prefeito João Campos (PSB), “parte desses leitos será de enfermaria e outra parte de leitos de UTI com todo o suporte de ventilação mecânica (...) assim como toda a equipe médica e de saúde necessária para ser convertido em UTI”.

O gestor público também deu destaque aos investimentos realizados para a conversão do hospital em questão em uma área destinada somente a problemas de natureza respiratória. “Só de incrementos médicos a gente está colocando mais de R$ 1 milhão na Atenção Básica. Quando bota a alta complexidade, esse valor chega a R$ 3 milhões por mês a mais que o município está investindo para o atendimento para as pessoas acometidas por doenças respiratórias”, disse o prefeito.

Campos, que no momento está infectado com o novo coronavírus pela segunda vez, relembrou a importância das vacinas na redução do risco de agravamento dos sintomas ou morte pela doença. 

“A vacinação é fundamental. Se você está com dose atrasada, já podia ter tomado dose de reforço, ou aqueles  esquecidos de plantão que não tomaram ainda a primeira dose da vacina de Covid, tem que tomar, minha gente. Estou com Covid, tive um quadro extremamente leve, há vários dias já sem nenhum sintoma, então certeza que tudo isso a gente deve à vacina”, disse o prefeito.

Vacinação no Recife 

Na capital pernambucana, há 22 unidades de saúde espalhadas nos oito Distritos Sanitários da cidade, com aplicação de imunizantes contra gripe e Covid-19 das 8h às 16h mediante agendamento prévio via app Conecta Recife (disponível na App Store e Google Play Store), ou através do site.

Além disso, há ações itinerantes como o Carro da Vacina, que percorre a cidade oferecendo imunizantes aos moradores. Também foram implantados cinco postos de vacinação nos principais shoppings da cidade, onde não é preciso fazer agendamento, funcionando de segunda-feira a sábado, das 10h às 20h, e aos domingos, das 12h às 20h, com imunizantes contra ambas as doenças. 

Shopping Recife (Boa Viagem), que está no piso superior, próximo ao cinema. No Plaza Shopping (em Casa Forte), o posto está localizado no estacionamento do piso E3. No Tacaruna (em Santo Amaro), está no térreo, próximo à Livraria Leitura. No RioMar (Pina), o posto de vacinação fica no piso L2, próximo à loja Tok&Stok, e no Shopping Boa Vista, está no térreo.

Outra novidade na vacinação do Recife, com o objetivo sensibilizar os banhistas a se protegerem contra a Covid-19, seja a primeira, a segunda ou a dose de reforço, é a instalação de centros de vacinação próximos à orla das praias da cidade.

Os imunizantes não serão aplicados na própria praia por motivos de conservação e segurança das doses, mas o empresarial JCPM Trade Center, no Pina, inaugurou o primeiro ponto de vacinação  próximo ao litoral no último sábado (8), funcionando aos de das quintas às segundas-feiras, das 8h às 15h, até o dia 24 de janeiro.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Ômicron começa a recuar nos Estados Unidos
Manhã na Clube: entrevista com Paulo Pimentel, advogado tributarista e professor da ITS EDU
Segundo a ONU, 2021 foi um dos sete anos mais quentes da História
Manhã na Clube: entrevistas com Leonardo Péricles e Dr. Heitor Albanez
Grupo Diario de Pernambuco