Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

PANDEMIA

Fernando de Noronha zera casos de Covid-19 pela quarta vez

Publicado em: 04/06/2021 17:52

 (Foto: Antonio Melcop.)
Foto: Antonio Melcop.
Um dia depois de confirmada a quarta morte por Covid-19 de um morador do arquipélago, Fernando de Noronha anunciou que zerou o número de infectados. Nesta sexta-feira (4), foi confirmada a cura clínica do último paciente ainda em recuperação na ilha. Essa é a quarta vez que o distrito consegue zerar os casos de pessoas doentes. A primeira desde a reabertura da ilha para o turismo. As outras três ocasiões em que os casos chegaram a zero ocorreram em maio, junho e agosto de 2020. 

O controle da Covid-19 em Noronha é resultado de uma série de medidas rígidas de combate à pandemia, como o protocolo atualmente em vigor para a entrada de turistas no arquipélago. O visitante deve apresentar resultado negativo do exame realizado com dois dias de antecedência da viagem. A vacinação dos ilhéus, que já atingiu quase 50% da população do arquipélago também vem contribuindo para a diminuição dos índices. No acompanhamento da evolução dos casos desde o início do ano, é observada uma queda significativa dos números. O pico da doença em 2021 aconteceu no dia 4 de fevereiro, quando havia 83 pessoas em quarentena, cinco delas internadas em hospitais de referência no Recife. Na última semana de maio só havia 4 doentes em Noronha.

O estudo epidemiológico em curso na ilha, que está na quinta e última fase, também foi importante para traçar ações e medidas de prevenção, porque avaliou a circulação do novo coronavírus na população do arquipélago, testando cerca de 900 participantes entre homens e mulheres.

“Isso mostra a importância de seguirmos os protocolos de combate à doença desde o início da pandemia e também das investigações epidemiológicas, através da testagem em massa da população. Mas principalmente, por conta da vacinação, nós pudemos verificar a queda vertiginosa dos casos ativos, mesmo com a abertura do turismo. Precisamos continuar seguindo os protocolos rígidos, seguindo as medidas restritivas que estão impostas hoje, sem flexibilizar e sem afrouxar a fiscalização. Nós vamos continuar enfrentando a Covid com todos esses protocolos e, principalmente, lutando por mais vacinas para que em breve possamos imunizar toda a comunidade noronhense. Só assim iremos vencer de uma vez por toda essa pandemia”, disse Guilherme Rocha, administrador de Fernando de Noronha. 

Noronha segue com as medidas restritivas até o dia 13 de junho, acompanhando o Governo do Estado. Permanece mantida a proibição de funcionamento de todas as atividades não essenciais, das 22h às 5h, inclusive nos finais de semana. Também permanece vedada a realização de festas, shows, eventos sociais, corporativos ou institucionais de qualquer tipo, com ou sem comercialização de ingressos, em ambientes fechados ou abertos, públicos ou privados. A utilização de som na faixa de areia das praias e em bares, lanchonetes, restaurantes e estabelecimentos similares não está permitida.

“Conseguir zerar os casos de Coronavírus na ilha está acontecendo graças a um esforço conjunto entre o Governo de Pernambuco, as polícias militar e civil, do Ministério Público, de nossa equipe de saúde e da população, que tem atendido os nossos pedidos para o cumprimento dos decretos. Já estamos bem próximos de vacinar 50% da nossa população. Então eu reforço o pedido para que continuem seguindo os protocolos, para que em um futuro breve possamos atingir a imunização de todos, continuando com o patamar de zero Covid na ilha”, falou Fernando Magalhães, superintendente de Saúde do distrito.

O arquipélago tem ao todo 679 registros da doença, sendo 597 no arquipélago e 82 casos importados. Desse total, 675 pessoas estão recuperadas e quatro óbitos foram confirmados.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Advogado de enfermeira afirma que Maradona foi morto
Manhã na Clube: entrevistas com Décio Padilha, Adriana Barros e Roseana Diniz
Para evitar contaminação por Covid, robôs oferecem água benta em Meca
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco