Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

EDUCAÇÃO

Modelo personalizado de ensino é alternativa para ampliar aprendizado

Publicado em: 22/02/2021 16:18

 (Foto: SEE/Divulgação)
Foto: SEE/Divulgação

Seguindo recomendações do Conselho Nacional de Educação (CNE) e da Secretaria Estadual de Educação de Pernambuco, as redes de ensino estão organizando o ano letivo de 2021 em torno de dois ciclos, sendo o primeiro de fevereiro a junho deste ano e o segundo de julho a dezembro. No primeiro ciclo, devem ser corrigidas as lacunas deixadas no processo de ensino e aprendizagem decorrentes da suspensão das aulas em 2020. Para que as dificuldades sejam superadas, o ensino personalizado desponta como uma das principais soluções na retomada das aulas.

O ensino personalizado compreende a verificação do déficit ou nível de aprendizado do estudante provocado pela suspensão de aulas presenciais por causa da pandemia da Covid-19, a partir de uma avaliação diagnóstica; o planejamento de ações corretivas, como formação de professores em estratégias didáticas específicas e a disponibilização de material de apoio didático complementar em meio físico ou digital, além de englobar ainda a avaliação do percurso para mensurar a evolução na aprendizagem dos estudantes e avaliação final para verificar o impacto na aprendizagem.

Com o objetivo de atender aos municípios pernambucanos nesse desafio, a editora Mundo Educacional criou uma solução customizada que oferece todos os elementos capazes de realizar o planejamento do ano letivo de 2021, como a elaboração de itens de provas de avaliação personalizadas para o município; a impressão das avaliações; a logística de entrega no município; a coleta das folhas-resposta, além do processamento e análise dos resultados.

A editora pernambucana conta também com material de apoio didático complementar nas áreas de Matemática e Língua Portuguesa, do primeiro ao nono ano do ensino fundamental. O material foi desenvolvido em formatos impresso e digital, que pode ser disponibilizado na plataforma AVA para acesso dos estudantes, e contém atividades exploratórias e desafiadoras. Há ainda cadernos didáticos estruturados em quatro volumes – cada um correspondendo a um bimestre letivo.

A Mundo Educacional oferece ainda formação de professores a distância, também na plataforma AVA, com transmissão ao vivo. Os municípios pernambucanos podem contar com avaliação diagnóstica, intermediária e final, além de apoio pedagógico às equipes de ensino locais. Os conteúdos e atividades dos cadernos de apoio didático já foram elaborados de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

“O modelo de ensino customizado busca atender às especificidades de cada município. A nossa tecnologia promove uma avaliação diagnóstica personalizada de todos os estudantes para, a partir daí, identificar as suas fragilidades e potencialidades. Assim, é possível planejar as intervenções e ações pedagógicas direcionadas a cada necessidade. São feitas cinco avaliações, sendo uma inicial e quatro bimestrais para acompanhar a evolução dessas aprendizagens. Os resultados são entregues integralmente às redes de ensino”, explica a consultora pedagógica da Mundo Educacional e mestre em educação pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e pela Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), Michely Almeida.  

O consultor em gestão de projetos da Mundo Educacional e especialista em psicopedagogia institucional, Rubenildo Moura, afirma que a proposta da editora foi concebida para promover a equidade, ou seja, atender aos estudantes que dispõem de acesso à rede de internet e também para aqueles que não têm acesso a esses recursos.

“O ensino personalizado possibilita a superação dos déficits de aprendizagem e estimula os estudantes ao desenvolvimento de competências a partir de estratégias pedagógicas diferenciadas. É fundamental para evitar a reprovação do estudante e a sua evasão, uma vez que quando ele acumula dificuldades no processo de aprendizagem, fica desestimulado a continuar na escola”, pontua Rubenildo, que tem experiência como consultor da Unesco, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI).
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Bolsonaro diz não ter briga com a Petrobras
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 24/02
Atividades econômicas proibidas em 63 municípios do Agreste e Sertão
Brasil aprova uso definitivo da vacina da Pfizer, mas imunizante ainda não está disponível
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco