Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

AÇÃO

Loja que vendia iphone em Olinda é alvo de operação da PF por sonegar imposto

Publicado em: 11/02/2021 08:30 | Atualizado em: 11/02/2021 09:06

 (Foto: PF/ Divulgação)
Foto: PF/ Divulgação
Na manhã desta quinta-feira (11), a Polícia Federal em Pernambuco, em conjunto com a Receita Federal, cumpriu quatro mandados de busca e apreensão em Olinda, Região Metropolitana do Recife. Para desarticular o esquema de venda de celulares do tipo iphones, produzido pela marca Apple, sem o pagamento de impostos e encargos, a PF deflagrou a operação intitulada de Manzana, em referência ao no nome de maçã em espanhol, furta símbolo da marca de aparelhos que a loja fraudulenta comercializava. 

De acordo com a polícia, a Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários (Delefaz) iniciou as investigações no final de 2017 através de uma denúncia anônima de comercialização de celulares estrangeiros por meio de perfis em redes sociais e fisicamente, através de um ponto comercial localizado em sala comercial em Olinda. Os suspeitos detidos na operação são investigados pela prática do crime de descaminho, tipificado no art. 334, do CPB, que tem pena de um a quatro anos de reclusão.

O chefe de comunicação da PF, Giovani Santoro, explicou que foram empregados aproximadamente 20 policiais federais e dois servidores da Receita Federal em quatro equipes para realizar a operação nesta manhã. "Foi elaborada uma investigação sólida, com troca de informações com a Receita Federal, e nós descobrimos onde essas pessoas residiam e quais eram os comerciais onde eram vendidos esses equipamentos. Na manhã de hoje, cumprimos esses quatro mandados de apreensão na residência desses suspeitos e em lojas comerciais em Olinda ", pontuou.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Doença da urina preta: síndrome rara pode levar à UTI
Resumo da semana: toque de recolher em PE, suspeitas de síndrome rara  e vacina aprovada
Atividades não essenciais proibidas em Pernambuco todo das 22h às 5h
Unicap inova em plena pandemia e transforma centros acadêmicos em escolas
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco