Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

ACIDENTE

Fachada de prédio se desprende e atinge idosa de 60 anos, na Rua da Aurora, no Recife

Publicado em: 08/02/2021 14:26 | Atualizado em: 08/02/2021 20:04

 (Divulgação)
Divulgação
Uma mulher morreu, na manhã desta segunda-feira (8), após ser atingida na cabeça por parte da fachada que se desprendeu do Edifício São Cristóvão, localizado na Rua da Aurora, no Centro do Recife. De acordo com a polícia, que instaurou inquérito para apurar o caso, a cuidadora de idosos Célia Cesária de Barros, de 60 anos, residia no bairro da Joana Bezerra e fazia, rotineiramente, o mesmo trajeto do trabalho para casa. Segundo a Defesa Civil do Recife, a construção apresenta má condição de conservação e um parecer conclusivo deve ficar pronto em até 15 dias, apontando recomendações.

“Ela foi atingida por um pedaço rochoso de cerâmica e parte do próprio reboco do prédio, gerando um corte bastante profundo na região da cabeça”, explicou o perito do Instituto de Criminalística (IC), Severino Arruda, que esteve no local. A delegada à frente das investigações, Euricélia Nogueira, falou com a defesa do condomínio. “Foram recolhidos materiais. Nós tentamos entrar nos apartamentos para verificar de qual andar teria se desprendido, mas não foi possível ter acesso. Mas já contatamos o proprietário e o perito retornará ao local para verificar”, ressaltou.

O edifício São Cristóvão foi construído há 47 anos e conta com 17 andares, sendo 293 unidades. Assim como demais estruturas da área central do Recife, que também carecem de manutenção, ele é formado por lojas, escritórios e apartamentos. O advogado que representa o condomínio, Anderson Lourenço, informou que a atual síndica teria assumido o cargo em fevereiro do ano passado e não recebeu nenhuma documentação sobre a condição do prédio. Segundo ele, estão sendo feitas cotações com empresas que administram este tipo de empreendimento, para que seja firmado um contrato para requalificação.

A gestão do edifício disse, ainda, que não havia registrado qualquer tipo de avaria deste tipo e ofereceu ajuda a família da vítima, se comprometendo a ajudar nas investigações. Ao Diario, a Secretaria-Executiva de Defesa Civil (Sedec), informou, em nota, que intimou o condomínio a instalar, de imediato, tela de proteção para evitar novos acidentes. Conforme o órgão, foi reforçada a necessidade de uma manutenção urgente da fachada e a colocação de “bandejas” para ampliar a segurança no local. Além disso, a pasta responsável disse que ampliou, com cones e fitas, o isolamento da calçada e da ciclofaixa situadas em frente ao prédio.

No Recife, conforme a lei 13.032, de 14 de junho de 2006, é de responsabilidade do proprietário do imóvel e condomínio realizar. a cada 3 anos. vistoria das condições físicas do conjunto estrutural do prédio e atestar a segurança da edificação.

Repercussão
Diante do caso, o vereador Luiz Eustáquio (PSB) solicitou uma audiência pública para tratar sobre a fiscalização das marquises no Recife. Luiz Eustáquio estava a caminho da Câmara dos Vereadores do Recife, na manhã de hoje, quando viu um corpo estendido na calçada.

“Nós precisamos ouvir a Diretoria de Controle Urbano (Dircon), a Defesa Civil do Recife, os Bombeiros e também instituições como CREA e o CAU, além do IAB-PE para discutirmos esse tema que é muito importante para a nossa cidade”, afirmou.

O vereador já deu entrada no requerimento para a audiência pública que vai obedecer aos prazos regimentais para divulgar a data da audiência pública.

“A princípio eu pensei que um morador de rua teria sido morto com uma pedrada na cabeça. Mas depois soube que foi um pedaço de uma marquise que atingiu uma mulher de 60 anos, que faleceu no local. Foi uma fatalidade, mas que poderia ter sido evitada”, explicou o vereador.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Combate à obesidade ganha ainda mais importância no contexto da pandemia
Resumo da semana: explosão de casos de Covid-19 e desdém do presidente
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 05/03
Na pior fase da pandemia, cidades fazem panelaço contra Bolsonaro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco