Olinda começa a treinar guardas para utilizarem armas em serviço

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 23/07/2019 21:06 Atualizado em:

Guardas municipais começaram treinamento nesta terça (23) - Divulgação/Prefeitura de Olinda
Guardas municipais começaram treinamento nesta terça (23) - Divulgação/Prefeitura de Olinda
Os agentes da Guarda Municipal de Olinda começaram, nesta terça-feira (23), a receber treinamento psicológico para utilizar arma de fogo em serviço. Os testes estão sendo acompanhados por profissionais da Polícia Federal (PF). Paralelamente, a prefeitura municipal está seguindo os trâmites legais para concretizar o armamento da guarda junto ao governo federal. 

A autorização para uso de armas por guardas municipais já existe em Petrolina e no Cabo de Santo Agostinho. Olinda será a terceira cidade de Pernambuco a adotar o expediente. De acordo com a legislação vigente, um município pode ter uma guarda armada, desde que capacite os agentes municipais, instale ouvidoria e corregedoria e formalize um convênio com a PF, que ficará responsável por avaliar as atividades e conceder o porte da arma.

O teste está sendo realizado pela Unidade de Psicologia Integrada e conta com aulas onde são utilizados fundamentos técnicos e científicos. O resultado dos exames será incluído no processo para concessão dos portes de armas. Quem for considerados, inicialmente, como "inapto", poderá refazer o teste posteriormente, com outro profissional credenciado.

Para o secretário de segurança urbana de Olinda, o coronel Pereira Neto, armar a guarda é “imprescindível”. “O emprego de armas é uma necessidade dos profissionais que trabalham nas atividades de segurança e os guardas, constantemente, realizam patrulhamento preventivo, operações conjuntas com as polícias Militar e Civil e outras ações em apoio às diversas secretarias municipais”, defende.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.