Diario de Pernambuco
Busca

ELEIÇÕES

Barroso diz não se arrepender de incluir Forças Armadas em comitê de eleição

Publicado em: 05/08/2022 16:50

 (crédito: Thays Martins/cb )
crédito: Thays Martins/cb
O ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF) e ex-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou, nesta sexta-feira (5), que não acha que errou ao convidar as Forças Armadas para fazer parte do Comitê de Transparência das Eleições. A decisão tem sofrido críticas por parte dos que pensam que a instituição está sendo usada para fortalecer o discurso contra as urnas eletrônicas pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

 "Vamos supor que alguém estivesse usando as Forças Armadas para atacar o sistema. A culpa é do TSE que convidou uma entidade de estado que já está nas eleições para verificar? Se alguém, em tese, estiver atuando mal, a culpa é de quem deu espaço de transparência?", afirmou durante o 17° Congresso da Associação de Jornalismo Investigativo (Abraji). "Eu não estou dizendo que aconteceu, mas jamais acharia que a responsabilidade é de quem tratou uma instituição de Estado com a seriedade que merece", completou. 

Segundo o ministro, a participação das Força Armadas no Comitê foi definida por elas já fazerem parte das entidades fiscalizadoras das eleições, decisão do plenário do TSE de 2019, antes da gestão de Barroso na Corte eleitoral. Também foram incluídas na ocasião, a Polícia Federal, o Congresso Nacional, e o Tribunal de Contas da União. 

Além disso, Barroso destacou que a decisão de incluir as Forças Armadas como entidade fiscalizadora foi definida antes mesmo dos ataques de Bolsonaro contra as urnas começarem. 

"Depois das eleições de 2020, o presidente começou a atacar as urnas. Aí passa o primeiro semestre de 2021 falando que teve fraude, falando que tinha prova. Intimamos ele e ele não tinha prova. Aí saiu uma pesquisa do Datafolha que tinha porcentagem de pessoas que perderam a confiança no sistema das eleições. Chamei instituições públicas que já constavam como fiscalizadoras. Se eu não colocasse as Forças Armadas eu estaria tirando e não tinha nenhuma razão", disse. 

Barroso também reiterou que as Forças Armadas devem ser tratadas como qualquer outra instituição.  "Eu não tenho nem medo das forças armadas, nem preconceito. É uma instituição do Estado como é o Tribunal de Contas e os outros. Eu trato com respeito, como trato todo mundo", destacou. 

A fala do ministro vem depois que nesta semana as Forças Armadas fizeram um pedido em caráter "urgentíssimo" para fiscalizar o código-fonte das urnas eletrônicas. O prazo para fazer a verificação estava aberto desde o ano passado. Sobre o pedido, Barroso se limitou a dizer que o prazo "está aberto há um ano". O Ministério da Defesa começou a inspecionar, na quarta (3), o código-fonte que será utilizado nas urnas eletrônicas nas eleições de outubro.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Lista de convidados da posse de Moraes no TSE repercute no meio político

18/08/2022 às 08h47

Bolsonaro participa do lançamento da candidatura de Tarcísio em SP

18/08/2022 às 08h32

'Estou mais experiente, sei o que é governar e como governar', diz Lula

18/08/2022 às 08h28

Lula sobre corrupção: 'No meu governo houve investigação e transparência'

17/08/2022 às 22h54

'Os servidores terão reajuste no ano que vem', promete Bolsonaro

17/08/2022 às 22h32

Bolsonaro promete zerar impostos sobre combustíveis também em 2023

17/08/2022 às 22h24

PF afirma que Bolsonaro incitou crime ao relacionar vacina e Aids

17/08/2022 às 22h16

Soraya Thronicke propõe substituir impostos federais por um só tributo

17/08/2022 às 21h11

Vera Lúcia quer garantia de igualdade na disputa eleitoral

17/08/2022 às 21h02

Sofia Manzano defende investimentos em instituições públicas

17/08/2022 às 20h59

Felipe D%u2019Avila defende melhora do ensino básico

17/08/2022 às 20h56

Câmara do Rio rejeita recurso de vereador contra pedido de cassação

17/08/2022 às 20h39

STF retoma julgamento sobre nova Lei de Improbidade

17/08/2022 às 20h37

Desfile de 7 de Setembro foi cancelado no Rio de Janeiro, diz prefeito

17/08/2022 às 20h32

Lula: 'Bolsonaro decidiu tentar enganar o povo às vésperas da eleição'

17/08/2022 às 19h52

Senado aprova marco regulatório para exploração de energia em alto mar

17/08/2022 às 19h50

General toma posse como ministro do Superior Tribunal Militar

17/08/2022 às 19h49

Carlos explica presença na posse de Moraes: 'Pedi para ir e meu pai deixou'

17/08/2022 às 19h39