Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

MILTON RIBEIRO

Ministro da Educação sobre prisão de Ribeiro: 'Governo não compactua'

Publicado em: 22/06/2022 12:48

Godoy era executivo do Ministério quando o pastor ainda comandava a pasta (Foto: MEC/REPRODUÇÃO)
Godoy era executivo do Ministério quando o pastor ainda comandava a pasta (Foto: MEC/REPRODUÇÃO)
O ministro da Educação Vitor Godoy se pronunciou sobre a prisão do ex-ministro da pasta Milton Ribeiro, nesta segunda-feira (22). Ele era secretário-executivo do Ministério quando o pastor ainda comandava a pasta.

Segundo Godoy, ele vem ajudando nas investigações da Polícia Federal (PF) e cedendo documentos internos da pasta. “Desde minha chegada venho tomando todas as providências necessárias. Enviei tudo para os órgãos de investigação. Quando sabemos de tudo, eu mesmo assinei os ofícios. Demos todo o suporte para as investigações”, disse.

“Não temos a conclusão... qualquer pessoa que tenha sido irregular será culpada. Nosso governo não compactua com nenhum desvio, ainda mais na Educação. Nossos esforços são para que se esclareçam todos os fatos", afirmou para jornalistas.

Godoy ainda disse que o culpado deverá sofrer as consequências, mas ponderou que, quando Ribeiro era seu chefe, ele não percebeu nenhuma irregularidade.

"Sou servidor de carreira e trabalhei mais de 14 anos combatendo o desvio de dinheiro público. Por isso, sei que isso acontece de maneira velada. Nunca vi nada na minha frente do ex-ministro. Mas os órgãos estão investigando. E que tenha consequências para quem for o culpado."

Preso por corrupção
O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro foi preso preventivamente nesta quarta-feira (22), em Santos, litoral paulista. O mandado é resultado da operação “Acesso Pago” da Polícia Federal e cita crimes de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência. A operação mira também grupo de pastores. Ao menos um dos pastores, Gilmar Santos, também foi preso.

Segundo a PF, a operação tem o objetivo de investigar a prática de tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado ao Ministério da Educação (MEC). 

O mandado, assinado pelo juiz federal Renato Borelli, determina que Ribeiro seja levado para a Superintendência da Polícia Federal em Brasília. A audiência de custódia deve ser realizada ainda hoje.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Planta gigante, prima da vitória-régia, é descoberta em Londres
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Grupo Diario de Pernambuco