Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

DESAPARECIMENTO NA AMAZÔNIA

Barroso dá cinco dias para governo apresentar relatório sobre investigação

Publicado em: 10/06/2022 16:09

 (crédito: Antonio Augusto/secom/TSE)
crédito: Antonio Augusto/secom/TSE
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso determinou, nesta sexta-feira (10), que sejam adotadas "todas as providências necessárias à localização de ambos os desaparecidos", em referência ao indigenista Bruno de Araújo Pereira e ao jornalista britânico Dom Phillips.

Barroso também deu um prazo de cinco dias para que as autoridades apresentem um relatório sigiloso com todas as providências adotadas e informações obtidas nas investigações do caso. O descumprimento do prazo implica uma multa diária de R$ 100 mil.

"Sem uma atuação efetiva e determinada do Estado brasileiro, a Amazônia vai cair, progressivamente, em situação de anomia, de terra sem lei. É preciso reordenar as prioridades do país nessa matéria", afirma o documento.

A decisão foi endereçada à União, ao Ministro da Justiça e Segurança Pública, ao diretor-geral da Polícia Federal (PF) e ao presidente da FUNAI, Marcelo Xavier.

Petição da APIB
 
Na quinta-feira (9), a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) enviou ao ministro Barroso uma petição notificando o desaparecimento da dupla. O documento declara que: "Apesar de veicular publicamente que está trabalhando neste sentido, o governo federal não está, de fato, empreendendo os esforços necessários".

Segundo a Abip, a União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja), o Observatório dos Direitos Humanos dos Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato (OPI) e a (Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), "as aeronaves disponíveis não foram utilizadas com celeridade e eficiência e o número de embarcações e de agentes públicos atuando nas buscas é reduzido, o que torna o trabalho demorado, incompleto e insuficiente".

A petição relembrou as ameaças sofridas pelo indigenista e destacou que a região de desaparecimento da dupla — Vale do Javari — apresenta uma intensa incidência de conflitos.

“É indispensável que todas as autoridades públicas competentes permaneçam mobilizadas para uma efetiva busca e salvamento do indigenista Bruno Araújo Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, coordenando uma ação organizada das forças de segurança pública em cooperação com as organizações indígenas locais, que têm assumido, desde o primeiro momento, a iniciativa pelas buscas e apuração dos fatos”, finaliza o documento.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Planta gigante, prima da vitória-régia, é descoberta em Londres
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Quem é Júlio Lancellotti, o padre antissistema que dá esperança aos pobres
Grupo Diario de Pernambuco